Náutica administra suspensão do leilão de garagem de remo em ação do ex-meio-campista Martínez

O departamento jurídico da Nautica conseguiu suspender o leilão de garagem de remo, que ocorreria nesta quarta-feira (7), em ação movida pelo ex-meia Martínez, que passou pelo clube em 2012 e 2013. O valor cobrado pelo atleta no O corte é de R $ 3.332.631,90 e o processo já foi realizado. Em outras palavras, a Timbu não pode mais apelar da decisão. Além deste caso, também foi possível suspender outros dois leilões que, junto com o ex-atleta, chegam a um valor próximo a R $ 5,2 milhões. Em mais dois casos, foi fechado um acordo com os reclamantes, em torno de R $ 90 mil. Um do total de seis leilões agendados para o início deste mês continua a ser negociado pelo Alvirrubro.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO

>> Podcast avalia sequência positiva do Esporte e Santa Cruz e arrecadação no treinador Náutico

>> Executivo náutico garante que atletas assimilaram coleção após duelo com a Confiança

>> Em meio às cobranças, o Náutico precisa superar um péssimo histórico contra o Paraná fora de casa

>> Antes do Paraná, o Náutico tenta sua primeira vitória contra times que lutam pelo G4 Série B

>> Náutico tem queda acentuada de criação e apresentações em péssima sequência na Série B; Verifique os números

“Este mês de outubro é um mês crítico e desafiador para o clube, no que diz respeito aos leilões decorrentes de ações trabalhistas. Temos um total de seis leilões programados para o início de outubro, e desses seis, em dois acordos foram concluídos com os reclamantes, no valor total das duas ações em algo próximo a R $ 90 mil. Em outros três casos conseguimos suspender os leilões e isso também representa, em números, algo próximo a R $ 5,2 milhões, incluindo neste caso o caso de Martínez, que é um dos maiores do clube. então ainda há um leilão marcado para a próxima quinta-feira, 8 de outubro, no valor aproximado de R $ 178 mil que também estamos trabalhando nas duas frentes. Uma de suspender o leilão e ao mesmo tempo chegar a um acordo ”, afirmou o vice-presidente jurídico do Náutico, Bruno Becker, em entrevista ao repórter Antonio Gabriel, do Notícias de rádio.

Recorde-se que o processo de suspensão não é algo que impeça o leilão da garagem de remo Náutico, mas adia esta provável posse de um clube. Isso porque, nas reclamações trabalhistas, a Timbu acumula uma dívida próxima a 50 milhões de reais. E em processos tão grandes como o de Martinez, o conselho não pode pagar. Dessa forma, busca erros procedimentais que possibilitem a suspensão do leilão por determinado tempo.

A garagem de remo do Náutico fica na Rua da Aurora, bairro de Santo Amaro. O imóvel está avaliado em juízo pelo valor de R $ 3.288.000,00, ou seja, embora o imóvel tenha sido vendido pelo valor de avaliação, a Timbu ainda deve R $ 44.631,90 da participação de Martínez, pela diferença . o valor arrecadado pela causa e seus bens a serem leiloados.

Vale lembrar também que o Náutico considera “muito difícil” evitar o leilão de garagem de remo. Isso porque o processo será reprogramado mais uma vez, após serem feitas as correções necessárias na documentação. E dentro do atual cenário econômico do clube, não é possível chegar a um acordo acima do valor cobrado por Martínez.

PODCAST

O sexto episódio do podcast Na Cara do Gol avaliou a semana do Capital Iron Trio. Alexandre Costa, Marcos Leandro, Lílian Fonsêca e Tiago Morais participaram do programa que vai ao ar às 15h15 na Rádio Jornal YouTube, e também está disponível para download no seu agregador de podcast preferido.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *