‘Ninguém pode tirar isso de você’

A disputa pelo título entre Lewis Hamilton e Max Verstappen em 2021 foi uma das mais explosivas e competitivas que os fãs tiveram na última temporada.

A batalha pelo campeonato chegou ao limite e foi decidida de forma polêmica no final da temporada em Abu Dhabi, com Verstappen vencendo seu primeiro campeonato mundial.

À medida que a batalha entre os dois se tornava tensa, os pilotos se enfrentaram inúmeras vezes, levando a um relacionamento gelado entre os dois rivais.

Incidentes de alto nível no Brasil, Monza e Arábia Saudita deixaram Hamilton frustrado com o estilo de direção agressivo do holandês, acreditando que a maneira como ele estava competindo com o britânico não era uma corrida justa.

LER: Christian Horner revela a ‘causa raiz’ da controvérsia entre Max Verstappen e Sergio Pérez

As lutas da Mercedes em 2022 significaram que Verstappen e Hamilton não competiram diretamente um com o outro com muita frequência, mas quando a dupla conseguiu competir no Brasil, houve outro ponto de inflexão.

Entrando no Senna S, Verstappen foi penalizado por bater na Mercedes de Hamilton, apesar dos argumentos de que qualquer um dos pilotos poderia ser culpado.

Em recente entrevista à revista Fórmula 1, Hamilton afirmou que, apesar da frieza entre a dupla, as sugestões de problemas entre ele e Verstappen são simplesmente “contos de fadas”.

“As pessoas gostam de falar sobre eu e Max tendo problemas. Eu respeito isso”, disse o jogador de 38 anos.

“Ele é muito mais jovem, então talvez tenha algum problema comigo. Mas não tenho certeza sobre isso e na verdade estou assumindo que não. Eu não posso falar por ele embora.

“Ele fez tudo o que precisava fazer em 2021, então por que eu deveria ter problemas com ele? Ele se apresentava e entregava todo fim de semana, ninguém pode tirar isso dele.”

A referência à temporada de 2021 ocorre depois que o chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, falou sobre o polêmico final da temporada em uma entrevista recente.

LER: Ex-campeão da F1 responde às reclamações de Max Verstappen

O austríaco explicou que a injustiça cometida pelo diretor de prova Michael Masi fez com que ele se desapaixonasse pelo esporte por um tempo, pois acredita que a justiça da F1 foi violada.

Inicialmente, os fãs estavam preocupados que o desgosto de 2021 pudesse ter feito Hamilton se afastar do esporte, mas ele finalmente voltou para 2022, apenas para se encontrar com um W13 não competitivo.

O britânico espera receber um carro capaz de vencer a Red Bull de Max Verstappen este ano, enquanto busca o recorde de oitavo título mundial.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.