Novas vitórias para Ana María Braga


O poder do pensamento, positivismo e fé ajudam a curar doenças. A prova viva disso, embora não seja uma ciência exata, está na trajetória do apresentador de televisão. Ana maria braga (71), que anunciou, no final de abril, que havia vencido com sucesso o tratamento imunoterápico a que foi submetido no combate ao câncer de pulmão recorrente, sem possibilidade de cirurgia e, até então, com poucas chances de cura . Segundo Ana, as células cancerosas desapareceram no último exame que ela fez. “Fiz meus exames, depois da quarta sessão de quimioterapia e imunologia, para ver se o tratamento havia funcionado, e ontem quando terminei meu pet scan, todos estavam aplaudindo. Comparando o primeiro exame com o de ontem, tudo desapareceu“, Ele explicou. “Saí de casa e tive a certeza de que estava curado, um sentimento inexplicável dentro da minha alma.

Ana tem uma fé inabalável. Em sua casa em São Paulo mantém um altar com imagens de santos que recebeu de presente ao longo de sua carreira artística ou que compra nas viagens que realiza. A grande estrela do espaço, templo sagrado de Ana María, uma das principais personalidades da televisão brasileira, é Nossa Senhora de Fátima, de quem é devota. “Tenho muitos planos, mas quando puder viajar de novo, um deles é ir a Fátima para falar com ela pessoalmente e agradecer.”Disse ainda, sobre uma viagem a Portugal que fará quando o isolamento social e as barreiras entre países forem eliminadas após a pandemia de Covid-19. “Nunca duvidei da cura. No dia em que fiz a primeira tomografia, meu marido ficou muito animado e eu disse: ‘Vou sobreviver. Acho que ele não acreditou, porque ficou chorando, mas eu sobrevivi”, Falou sobre a relação com os franceses Johnny Lucet (55), com quem se casou oficialmente, em cerimônia simples em sua casa, em fevereiro deste ano. Com o amante, que resolveu enfrentar com ela o tratamento e, mais recentemente, a quarentena do coronavírus, Ana fala várias línguas, um pouco de francês, um pouco de inglês e até algumas palavras em português. “É ser muito especial quando as coisas são pensadas assim, estou sem família, sem meus netos e sem meus amigos, e tem sido uma companhia maravilhosa.”, Ele revelou.

Ana descobriu a doença por acidente. “Desta vez, em dezembro, não era a minha volta ao médico, eles iam fazer os exames em março. Quero que as pessoas prestem atenção aos sinais do corpo. No Natal, no final do ano, senti que algo estava diferente no meu corpo. Ele não tinha a força vital que costumava ter. Foi quando os testes encontraram câncer. Você tem que prestar atenção aos sinais, ao seu corpo e não deixar esses sentimentos passarem. Sei que o sistema de saúde do Brasil é difícil, além de marcar consulta, mas não desista.

Agora, ele interrompe uma parte do ciclo e continua com outra para garantir que as células malignas não voltem. “O que vai acontecer a partir de agora: de todo o protocolo, deixo um tipo de quimioterapia de outra forma. Apenas a imunoterapia funcionará. Isso nada mais é do que colocar instrumentos para que seu próprio corpo crie anticorpos. Continuo o tratamento para ter certeza de que todas as células cancerosas desapareceram.“, Ele explicou.

A rotina de Ana María na pandemia é de total isolamento, até devido ao seu estado de saúde após bombardear seu corpo com tantas drogas fortes. Mas é da cozinha mais charmosa de sua residência paulistana que resolveu continuar na televisão, apresentando um quadro em encontrocom o amigo Fatima Bernardes (57), ao vivo, diariamente. Só com essa atividade, Ana já ocupa a cabeça boa parte do dia. No resto, cuide das plantas e flores do jardim que guarda à volta da piscina, com um Roberto Burle Marx (1909-1994), onde também cultiva suas flores favoritas, as orquídeas. E você ainda encontra tempo para fazer videochamadas com seus filhos e netos. “Acho lindo ver os netos na minha casa. Sinto muita saudades deles. Apesar do pouco contato, principalmente agora, consigo me comunicar com eles pela Internet e aplicativos, mas não é o suficiente. Gosto de exercer mais o meu papel e o poder de avó. É um momento crucial para mim, desde o final da minha infância. Graças a Deus nos damos muito bem, nos amamos, mas à custa de muita saudade”, Afirmou, sobre Joana (8) e Maria (5), filhas de Mariana (37), e Bento (7 de Pedro (35).


Último login: 28 de agosto de 2020 – 07:24:21 (350500).

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *