Nuggets Mantém a Reação Heroica do Jazz, Vence o Jogo 7 e Trap Clippers no Western Semi | nba

Uma série decidida pela segunda final. Estava escrito, era o destino. O tão esperado sétimo jogo entre o Denver Nuggets e o Utah Jazz teve tudo o que o amante da NBA esperava: tensão, excitação, uma cambalhota no roteiro e calafrios até o último segundo. Em uma noite em que as coisas deram errado para o Utah Jazz no primeiro tempo, Donovan Mitchell foi heróico ao causar uma mudança nos dois últimos trimestres. Mas na última jogada, em um triplo de Mike Conley, o Nuggets deu um suspiro de alívio, vencido por 80 a 78 depois de liderar por 19 pontos, e estão na semifinal oeste contra o Clippers.

Nikola Jokic – Denver Nuggets – NBA – Foto: Garrett Ellwood / Getty Images

Em jogo de 7 jogos em que Donovan Mitchell e Jamal Murray deslumbrou a todos com atuações extraordinárias, o time base do Denver, que na incrível guerra defensiva de terça-feira conseguiu contar com uma noite consistente de Nikola Jokic, deixou o encontro. . O sérvio era o nome do jogo quando marcou 30 pontos, 14 rebotes e 4 assistências. Desempenho providencial em um jogo em que Murray (17 pontos, 4 assistências) encontrou limitações. Foi o pivô, até mesmo a cesta da vitória.

Jazz junta as peças de uma derrota sofrida, na qual conseguiu capturar uma virada heróica. Nos últimos segundos, foi Denver. Mitchell (22 pontos e 9 rebotes) teve um primeiro tempo fora, ele foi para o vestiário no final do segundo período sem lesão aparente. Era para se recompor. Ele voltou no segundo tempo com um estilo bagunçado. Ele acertou cada cesta no ar.

Foi uma classificação detalhada. Jazz venceu as batalhas de rebote (48-46), pontos de garrafa (40-28), pontos de transição (12-5), mas a bola insistiu em não cair na tacada final de Mike Conley. Vale destacar a atuação de Rudy Gobert, que passou da produção no segundo tempo para 19 pontos e 18 rebotes.

1º quarto: Murray e Jokic lideram um bom começo para o Nuggets
O início de um começo acirrado em Orlando. Com melhor aproveitamento dos arremessos, o Denver começou na frente. A variada produção ofensiva foi uma marca registrada da equipe do Colorado, que teve seus cinco titulares marcando nos minutos iniciais. Jamal Murray liderou como uma cesta.

Nikola Jokic e Monte Morris também apareceram bem, e o Denver aumentou sua vantagem para cerca de 10 pontos. A estrela do outro lado, Donovan Mitchell, estava jogando calmamente e no final do primeiro período, o Utah Jazz estava perdendo por 26-21.

2º trimestre: Jazz Attack cai e classificação do Nuggets para a frente
Além de lutar defensivamente, o Jazz não conseguiu pegar ritmo no ataque, fatores que permitiram ao Denver abrir 12 pontos na frente. Donovan Mitchell fez apenas 2 pontos, 8 minutos antes do intervalo, e em uma enterrada de Torrey Craig, o Nuggets chegou a 14 pontos na frente. O treinador de jazz Quinn Snyder pediu tempo.

Michael Porter Jr injetou energia na equipe intensamente na garrafa, Gobert cometeu sua terceira falta antes do intervalo e Jazz enfrentou um grande desafio. Georges Niang e Jordan Clarkson foram os melhores do Jazz ofensivamente em quadra.

Com 2 pontos e 5 bolas perdidas, Mitchell saiu da quadra em direção ao vestiário, se recuperou e voltou melhor. Mesmo assim, o Denver chegou ao intervalo vencendo por 50 a 36. Jokic liderou com 15 pontos.

3º quarto – Donovan Mitchell arrasa e coloca o jazz no jogo
O saldo no início do terceiro quarto não agradou a Jazz, que ainda estava muito atrás no placar. Mas Donovan Mitchell começou a crescer no jogo, chegando aos 16 pontos a 8 minutos do fim, dando esperança aos torcedores do Jazz. Como quem “chega lá” em “zica”, Mitchell deu um soco no ar. O jogo estava ganhando nova dinâmica.

A vantagem do Nuggets, que chegava a 19 pontos, caiu para 10 no meio do trimestre. A reação de Jazz nas mãos de Mitchell foi interrompida e a equipe foi incapaz de reduzir a vantagem do adversário para menos de 5 pontos. Mitchell chegou a 20 pontos, Gobert mostrou presença defensiva, mas Utah ainda estava no quarto período perdendo por 65-60.

Quarto quarto: final eletrizante e Nuggets no semi-oeste
Mitchell e Gobert foram os protagonistas do Jazz e naturalmente concentraram suas ações no ataque. A equipa passou para a frente a 8 minutos do fim. Mitchell brilhou na defesa sobre Jamal Murray e viu seu time ter o melhor momento da noite, abrindo 3 pontos. Gobert estava confiante no ataque, ele se tornou um problema para o Denver.

Mitchell e Murray encenaram um duelo final. A 47 segundos do final, Gobert empatou o jogo com uma enterrada após pegar um balão. Jokic converteu uma cesta muito importante a 27 segundos do fim. Pressão nas costas de Jazz.

Gary Harris foi brilhante na defesa, O’Neale foi encurralado e pediu tempo. Com 17 segundos restantes, Mitchell falhou um ataque, Denver não conseguiu marcar a cesta com Jokic e, no último tiro, Mike Conley não conseguiu marcar três na qualificação. Nuggets no semi-oeste.

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *