O Figueirense retorna pela primeira vez aos estágios WO; conheça as principais mudanças no clube | figueirense

O Figueirense não entrou em campo no dia 20 de agosto de 2019 – Foto: Olímpio Vasconcelos

Desde WO, muita coisa mudou no clube. O diretor estava saindo do Elefante, então parceiro do Figueirense desde 2017.

O desgaste entre a empresa e os jogadores devido aos constantes atrasos salariais, o não recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e as falsas promessas foi o estopim para o ato.

ABAIXO DAS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES

Um mês após a WO, o Figueirense e o Elefante assinou acordo para quebrar o contrato de 20 anos. O documento autorizou a empresa a administrar o departamento de futebol da Hurricane.

Francisco de Assis Filho e Claudio Honigman assinam rescisão do Figueirense com a Elephant – Foto: Patrick Floriani / FFC

Quatro dias após a quebra de contrato, a torcida do alvinegro deu uma prova de carinho ao clube. Mesmo com a derrota por 3 a 0 para o Bragantino, 12.741 Alvinegros abraçaram o time nas arquibancadas do Estádio Orlando Scarpelli e mostraram seu apoio.

Gradualmente o O Figueirense reagiu, saiu da zona de rebaixamento e, com uma rodada de antecedência, garantiu a permanência na Série B. A contratação de peças específicas antes do fechamento da janela de inscrições da CBF foi fundamental: o goleiro Pegorari, os alas Luis Ricardo e Conrado e os atacantes Breno, Jefferson Renan e Odilávio.

Alívio entre jogadores para não cair – Foto: Ailton Cruz – Gazeta de Alagoas

Após o período de transição liderado por Francisco de Assis Filho, Norton Boppré foi eleito presidente do Figueirense início de março. Como apenas a mesa “Coração Alvinegro” foi inscrita para a eleição, a mesma foi aclamada na Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo.

Norton Boppré apreende Figueirense – Foto: Artur Búrigo

A mudança mais recente ocorreu na comissão técnica. Márcio Coelho foi demitido no dia 27 de agosto junto com o assistente Raúl Cabral, o técnico da Seleção Sub-20, Fernando Gil, e o analista de performance, Enory Martins. Horas depois, o O Figueirense oficializou o nome do novo comandante da seqüência da Série B: Elano Blumer.

Elano é o atual técnico do Alvinegro – Foto: Patrick Floriani / FFC

Estádio Orlando Scarpelli foi invadido no último sábado à tarde, 5 de setembro, por volta das 15h, por cerca de 40 torcedores durante o treino da equipe. O staff informou que houve ferimentos leves (sem dizer se era jogador ou oficial), mas que foram atendidos pelo departamento médico. ELE dar descobriram que pelo menos cinco atletas sofreram ferimentos físicos, um deles com um corte na sobrancelha.

As consequências da violência da torcida do Figueirense

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *