O pico do coronavírus será em duas semanas, diz o presidente do hospital

JBr.

O pico de casos na epidemia brasileira de coronavírus deve ocorrer no início de abril. A previsão foi feita na noite de quarta-feira (18/03) pelo presidente do Hospital Albert Einstein, cirurgião Sidney Klajner, em entrevista por telefone ao Estado.

Ele disse que, neste momento, “é muito importante que as pessoas percebam a importância de ficar em casa” para tentar impedir a propagação do vírus. Ainda segundo ele, para cada caso relatado da doença hoje, existem outros 15 infectados sem diagnóstico.

“É importante perceber que a única maneira de mitigar o impacto dessa epidemia não é espalhar o vírus, mas ficar em casa, porque a situação é grave”, disse Klajner. Ele avalia que Einstein está preparado para enfrentar a crise da doença.

“Tivemos, nos últimos dias, 2.000 testes”, disse ele. “Mas restringimos o teste a pacientes medicamente indicados”, explicou. O atraso na confirmação do diagnóstico, lembrou, é devido ao volume de pessoas na fila. “O atraso no resultado é causado pela cauda dos exames”, explicou Klajner.

Segundo o médico, ele próprio compareceu, na quarta-feira (18/03), a pelo menos cinco pacientes com queixas. “Estou vendo meus pacientes por teleconferência”, explicou o presidente do Einstein. Ele também disse que o hospital está preparado para enfrentar a epidemia, mas acrescentou que apenas pacientes com indicação médica ou em estado grave devem ser hospitalizados.

Status do conteúdo

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *