O que os americanos devem saber sobre como viajar para o Brasil agora mesmo

O Brasil está atualmente aberto aos viajantes americanos, embora o Departamento de Estado dos E.U.A mantém uma assessoria de viagens nível 4 (‘Do not travel’) para o Brasil, devido aos elevados níveis diários de casos COVID-19.

No entanto, autoridades brasileiras de turismo dizem que o país sul-americano está prestes a receber mais visitantes internacionais e que voos adicionais dos Estados Unidos devem ser adicionados até o final de 2021.

PROPAGANDA

A Agência Brasileira de Promoção do Turismo Internacional, Embratur, informa um recente aumento no volume de visitantes estrangeiros que chegam ao país.

Sendo tendência agora

“Em junho, as operações de embarque e desembarque tiveram um aumento de 11,35%, em relação a maio, em uma de nossas principais cidades turísticas, Recife”, disse Carlos Brito, presidente da Embratur.

Dois dos três aeroportos mais movimentados do Brasil, Guarulhos (GRU) e Brasília (BSB), também registraram um aumento nas chegadas (13,62) e nas partidas (14,26 por cento) durante o mês de junho. Brito atribuiu as campanhas de marketing da Embratur, que destacam a adoção dos protocolos de biossegurança COVID-19 por aquela nação, como uma contribuição para o recente crescimento do turismo.

Visitantes dos EUA totalmente vacinados podem evitar a quarentena na chegada, fornecendo prova de suas inoculações, com as três vacinas atualmente aprovadas para uso nos EUA, aceitas pelas autoridades brasileiras. Independentemente do estado de vacinação, os viajantes norte-americanos ao Brasil devem apresentar resultado negativo de PCR ou teste de antígeno realizado até 72 horas antes do embarque para entrar no país. Para viajantes não vacinados, um teste negativo leva você para o país, mas você ainda precisará ficar em quarentena por 14 dias.

As crianças com mais de dois anos e com menos de 12 anos acompanhadas por adultos estão isentas dos requisitos do teste, desde que os adultos do seu grupo apresentem os seus próprios resultados negativos. Jovens desacompanhados com menos de 12 anos devem fazer o teste e enviar seus próprios resultados negativos para entrar.

O Brasil não exige mais comprovante de seguro saúde para entrar no país, mas o Departamento de Estado dos EUA continua a recomendar que todos os viajantes comprem seguro antes de deixar os Estados Unidos ou verifique se o seguro saúde existente os cobrirá enquanto estiverem no exterior.

Os viajantes que chegam também devem preencher o Declaração de saúde do viajante, e apresentar cópia digital ou em papel na chegada, indicando que concorda em cumprir todas as medidas de saúde instituídas durante sua estada no Brasil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil disponibiliza versões em português, espanhol e inglês.

Segundo dados do Vacinometer, do governo federal brasileiro, até 30 de julho, mais de 184 milhões de doses da vacina COVID-19 foram distribuídas aos estados com mais de 141 milhões de doses administradas. Ferramenta de rastreamento Reuters Ele estima que isso significa que pouco menos de 34% da população do país está totalmente vacinada.

“Não temos dúvidas de que, além de atentar para os protocolos de saúde indicados pelo Ministério do Turismo e pelo Ministério da Saúde contra os coronavírus, a vacinação é a forma de retomar as atividades relacionadas ao turismo”, enfatizou Brito.

Para mais informações visite embratur.com.br.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *