O streaming já é o segundo maior ibope do país e só é superado pela Globo – 07/07/2020

O streaming já é o segundo maior ibope do país e só é superado pela Globo - 07/07/2020

Depois de derrotar toda a televisão paga em termos de audiência, a transmissão continua como o “homem do saco” do século da televisão aberta.

Os dados exclusivos obtidos por essa coluna fofa indicam que em junho, no intervalo entre as 7h e as 13h. e 0 da manhã (faixa comercial) o consumo de transmissão foi de 7,0 pontos e uma participação de 15% no Brasil.

Isso é um décimo de ponto a mais que no mês anterior. 15 das 100 televisões conectadas naquele período consumiram conteúdo de streaming nas suas mais diversas formas.

Atenção: obviamente, o consumo deve ser ainda maior, pois a Kantar Ibope Media não revelou os dados de consumo via celular e tablet.

Cada ponto dessa medida é equivalente a aproximadamente 250.000 domicílios sintonizados nas 15 maiores regiões metropolitanas do país.

Concorrentes

De todas as estações que abrem entre 7:00 da manhã e 12:00 (e também em 24 horas), o único com maior audiência que a transmissão é a Globo (15,0 pontos, participação de 32,6%).

A Record encerrou junho com média de 5,5 pontos e participação de 12%; O SBT obteve 5,0 e 10,8%; A banda teve 1,5 pontos e 3,2%; finalmente, a RedeTV registrou 0,6 pontos e 1,4%

De fato, a transmissão “ocupava” a segunda posição de toda a televisão paga, que até recentemente era, como grupo, o vice-líder do ibope (acrescentando todos os canais, é claro).

Não existe mais.

Em junho, os canais pagos totalizaram 6,3 pontos. Era sete décimos a menos que a transmissão de conteúdo.

É bom lembrar sempre que a transmissão não é apenas a Netflix (embora a empresa seja de longe a mais consumida).

Isso também inclui YouYube, Amazon Prime, GloboPlay, PlayPlus e até eventualmente conteúdo adulto que é consumido na Internet (como xvideos, por exemplo).

Por outro lado, esses dados de TV paga também não incluem seu consumo por pirataria. Estima-se (moderadamente) que existam 4 milhões de dispositivos sintonizados para invadir a televisão no país.

Oficialmente, hoje existem aproximadamente 15,3 milhões de famílias legalmente com televisão paga no país. No final de 2014, havia quase 20 milhões.

Essa medida de transmissão contempla apenas o público que a assiste pela televisão. Não está na medição do consumo por telefone celular e tablet.

Entre maio e junho, com o arrefecimento em quarentena, o total de televisores conectados entre as 7 da manhã e 0 da manhã diminuiu de 48% para 46%.

Veja a classificação do público-alvo no país em junho (das 7h às 0h)

Em pontos e participação (%)

1 – Balão – 15,0 pontos e 32,6%

2 – Streaming – 7,0 e 15,1%

3 – Registro – 5,5 e 12,0%

4 – SBT – 5,0 e 10,8%

5 – Banda – 1,5 e 3,2%

6 – RedeTV – 0,6 e 1,4%

Fonte: Qatar Ibope Medição da mídia obtida pela coluna por terceiros.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.