O Vitria bate o Figueirense e quebra a seqüência negativa de nove jogos na Série B

OU Vitria quebrou uma série negativa de nove viagens consecutivas ao derrotar o Figueirense, em uma luta direta contra a degradação, por 3 a 0, esta quinta-feira à noite, no estádio do Barrado, pelo 21º dia da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida foi marcada por uma queda de energia.

Com o resultado, o Vitria manteve-se na 16ª posição, com 24 pontos, abrindo quatro para o Nutico, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. O Figueirense, por outro lado, sofreu a terceira derrota consecutiva e aumentou a pressão sobre o treinador Elano. O clube catarinense ficou em 18º lugar, com 19.

O JOGO

O Figueirense entrou no campo descentralizado. As cobranças do técnico Elano foram fortes, muito pelo que a equipe mostrou no primeiro tempo. O Vitria começou mais e só precisou de três minutos para abrir o placar. Wallace encontrou Thiago Lopes dentro da área. Rolou para trás para Felipe Neto colocar a bola no fundo da rede.

A partida continuou com o Vitria pressionando. Aos 22 minutos, Frizzo rolou em direção a Lo Cear. Livre, o atacante se ajustou e deu um belo chute para ampliar. Após o gol, a energia do Estádio do Barrado diminuiu e o jogo foi interrompido por 21 minutos até que o gerador estabilizasse a iluminação.

O Figueirense mostrou que buscará uma reação após a volta da iluminação, mas não foi adiante. O Vitria logo dominou o jogo e perdeu boas oportunidades de tornar o placar ainda mais elástico. No melhor dos casos, Lo Cear recebeu-o sozinho, na entrada da pequena área, mas manteve o guarda-redes Rodolfo.

A segunda parte começou animada. O Figueirense novamente teve uma reação e viu o Lo Cear quase fazer, mas foi único. O Vitria cresceu e no contra-ataque quase fez o terceiro com Vico. Rodolfo defendeu. Só que o clube baiano estendeu para 11 Guilherme Rend aproveitou o rebote de uma tentativa de Felipe Neto para sair do seu, fora da área.

Na vantagem, a seleção baiana aproveitou a operação do acelerador e passou a administrar o resultado, chamando o Figueirense para o seu campo de defesa. A seleção catarinense chegou a criar algumas oportunidades, mas não teve forças para evitar a derrota no Barrado.

Na próxima rodada, o Vitria enfrenta a Ponte Preta no dia 20 de novembro (sexta-feira), às 16h30, no estádio do Barrado, em Salvador (BA). No mesmo dia, às 21h30, o Figueirense visita o Cruzeiro no Mineiro.

VICTORIA 3 x 0 FIGUEIRENSE

VITRIA

Ronaldo; Lo (Jonathan Boco), Wallace Reis, Maurcio Ramos e Rafael Carioca; Guilherme Rend (Gabriel Furtado), Matheus Frizzo e Fernando Neto (Marcelinho); Lo Cear (Caicedo), Thiago Lopes e Vico (Ruan Nascimento)

Técnico: Eduardo barroca

FIGUEIRENSE

Rodolfo; Lucas Carvalho (Matheus Neris), Almeo, Vitor Mendes e Brunetti (Patrick); Arouca, Elyeser (Lucas Barcelos), Lo Artur e Guilherme (Gabriel Barbosa); Everton Santos e Diego Gonalves (Paulo Ricardo)

Técnico: Ano

Local: Estádio do Barrado, em Salvador (BA)

Dados: Quinta-feira 12 de novembro

juiz: Thiago Duarte Peixoto (SP)

METAS: Fernando Neto, aos 3, e Lo Cear, aos 22min do 1º T; Guilherme Rend, aos 11min do 2º Q

Cartões amarelos: Guilherme Rend (VIT)

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *