Oi busca parceiro para disputar leilão 5G; A tele tem como objetivo criar mercado por Investing.com

© Reuters.

Por Gabriel Codas

Investing.com – Em fase de venda de ativos e superação da recuperação judicial, a Oi (SA:;) já começa a traçar planos para seu modelo de negócios no futuro. Uma das estratégias, segundo O Globo, é criar uma espécie de marketplace para a venda de produtos e serviços digitais. Consumidores e empresas poderão adquirir produtos para sua casa, como eletrodomésticos, solicitar empréstimos e até seguro residencial.

A publicação destaca que a ideia é ter uma lista extensa de produtos e serviços, mas que eles serão curados até o ano que vem e o investimento na rede de fibra óptica será a base. Com isso, a TV deve entrar no leilão de tecnologia 5G, que está previsto para o ano que vem.

O interesse em disputar tecnologia faz parte das negociações da Oi com empresas interessadas em comprar até 51% da InfraCo, empresa que será dona da rede de infraestrutura para oferecer banda larga, afirmou o presidente da empresa, Rodrigo Abreu, para o jornal.

O Globo destaca que atualmente são dez empresas interessadas no negócio, que tem valor mínimo de R $ 20 milhões. O processo está em fase de vinculação e as ofertas podem ser recebidas até o mês de outubro.

Atualmente, há pelo menos dez interessados ​​em contestar o ativo que tem valor mínimo de R $ 20 bilhões e está em fase de encadernação. As propostas devem ser recebidas em outubro, disse Abreu.

“Faz parte da estratégia de prestação de serviços, mas do ponto de vista operacional, a empresa não pode depender dela para tomar suas decisões estratégicas. Estamos fazendo os dois processos em paralelo. A entrada no leilão é uma possibilidade porque o 5G, ao contrário do 3G e do 4G, que se destinam ao serviço móvel pessoal, abre fronteiras para a prestação de outros serviços, como o acesso sem fios residencial (FWA), internet das coisas e redes privadas. para as empresas. Não existe 5G sem fibra ”, disse o executivo ao jornal.

Declaração de risco: Fusion Media Gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente em tempo real ou exatos. Todos os CFDs (ações, índices, futuros) e preços de Forex não são fornecidos por bolsas, mas por criadores de mercado, portanto, os preços podem não ser precisos e podem diferir do preço real de mercado, o que significa que os preços são indicativos e não apropriados para fins comerciais. Portanto, Fusion Media não assume nenhuma responsabilidade por quaisquer perdas de negócios que você possa incorrer como resultado do uso desses dados.

Fusion Media ou qualquer pessoa envolvida com Fusion Media não aceitará qualquer responsabilidade por perdas ou danos como resultado da confiança nas informações, incluindo dados, cotações, gráficos e sinais de compra / venda contidos neste site. Estar totalmente informado sobre os riscos e custos associados à negociação nos mercados financeiros, é uma das formas de investimento mais arriscadas possíveis.

You May Also Like

About the Author: Manoel Menezes Kimura

"Analista hardcore. Viciado em Twitter. Comunicador. Jogador sutilmente encantador. Fã de bacon. Fanático por álcool irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *