Onde está a Palestina no Google Maps? Antiga controvérsia ressurge nas redes sociais – 16/07/2020

Onde está a Palestina no Google Maps? Antiga controvérsia ressurge nas redes sociais - 16/07/2020

Uma publicação feita na página do Facebook da Embaixada do Estado da Palestina e replicada pelos usuários no Twitter reacendeu uma antiga controvérsia acusando o Google Maps de remover a Palestina do mapa.

Em uma publicação feita na quarta-feira à tarde (15), a embaixada diz que a região de Gaza é “mencionada e marcada”, mas que onde a Palestina estava, agora faz parte da “Grande Israel”, acusando a empresa de fazer parte de Estratégia de “colonização dos Estados Unidos / Israel”.

“As táticas de apropriação de terras que serviram tão bem aos Estados Unidos para eliminar seus povos indígenas foram repetidas no Oriente Médio”, diz o texto, que foi retirado da página nesta tarde (16).

Um post de Andreza Delgado, criador do evento de cultura pop Perifacon e Colunista do UOL, também destacou a questão. “Realmente, fui ao Google Maps e a Palestina não aparece mais e tem essa mensagem de não disponível no mapa”, diz o tweet, que teve mais de 4.000 curtidas.

Essa merda do Google Maps está longe de ser nova. Em 2016, a controvérsia foi tão forte que a hashtag #PalestineIsHere se tornou popular (a Palestina está aqui, em tradução livre) e até tinha uma petição online para incluir o nome no mapa, com mais de 250.000 assinaturas.

A petição dizia que o reconhecimento da Palestina pelo Google poderia ser mais importante do que o reconhecimento do Estado pelas Nações Unidas.

O Google se defendeu alegando que nunca havia identificado a Palestina pelo nome e que um erro havia apagado os rótulos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza, que foram corrigidos em 2016, segundo a empresa.

Inclinação Ele entrou em contato novamente com o Google para refletir o retorno da controvérsia de 2016 e a empresa reafirmou a explicação que já havia dado na época. Segundo o Google, o Os mapas são baseados em definições da ONU delimitar territórios em seus mapas, mais especificamente o UNGEGN (Grupo de Peritos das Nações Unidas em Nomes Geográficos).

Reconhecida por 138 países em todo o mundo e considerada um estado não observador da ONU, a Palestina na verdade não tem seu nome no Google Maps.

O que encontramos

Mapa de Gaza pelo Google Maps

Imagem: Reprodução / Google Maps

O relatório acessou o Maps e verificou os nomes dos territórios da Cisjordânia e Gaza, ambos demarcados com uma linha tracejada, usada pela plataforma para indicar os limites territoriais em disputa. Quando se trata de áreas não contestadas, a linha é cinza e sólida. Ao se aproximar da imagem, a frase “1950 – linha de acordo de armistício” aparece no contorno da linha.

A página também fornece as seguintes informações em Gaza, com a Wikipedia como fonte: “Gaza, também conhecida como Cidade de Gaza, é uma cidade palestina localizada na Faixa de Gaza, com uma população de aproximadamente 590.481 habitantes, tornando-a a maior cidade dos territórios palestinos “.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *