Operário empata com o Comercial e se classifica para as semifinais do Mato Grosso do Sul | em

O Operário empatou em 1 a 1 com o Comercial no clássico do Comerário e se classificou para as semifinais do Mato Grosso do Sul, após vencer por 1 a 0 no jogo de ida. Galo agora enfrenta o Aquidauanense na próxima fase do estado.

O jogo começou mal e o Operário precisou fazer a primeira troca antes dos 5 minutos, com o meio-campista Eberson saindo com uma lesão muscular e sendo substituído pelo atacante Vinicius. A primeira oportunidade de gol foi do Operário, aos 10 minutos, com Jonatas Obina, mas o atacante jogou fora.

O Comercial tentou entrar em quadra, mas os erros de lançamento e de passe o atrapalharam. Com uma linha de três zagueiros, o colorado ainda conseguiu passar pela primeira linha da marca de Galo, mas esbarrou na dificuldade de criar o meio-campo. O Operador marcou atrás da linha de bola e explorou contra-ataques.

O jogo mais reativo do Operário entrou em vigor aos 20 minutos do primeiro tempo. Em um cruzamento de Jonatas Obina, Patrick tentou cabecear, mas foi derrubado antes de ser finalizado. O árbitro marcou pênalti e deu a Alessandro o cartão amarelo. Obina, com direito a parar e muito calma, abriu o placar para o Operário. Foi o quarto gol do atacante na competição. Em comemoração, o atacante cerrou o punho direito, aludindo ao movimento “Black Lives Matter”.

Depois do gol, o panorama do jogo permaneceu o mesmo, com o Comercial tendo a posse de bola, mas tendo dificuldade em criar. Porém, em bola morta, o Colorado empatou. Após cobrança de falta da direita, Lucas Paulista aproveitou a folga e, mais uma vez, recolocou o Comercial na partida.

O comercial esteve mais presente no campo de ataque no primeiro tempo – Foto: TV Morena / Playback

A equipe vermelha melhorou no jogo e foi assustada por dois erros do goleiro França, do Operário. Na melhor das hipóteses, Gabriel perdeu para o goleiro desviante. A aposta de Gallo nos contra-ataques quase voltou a funcionar quando Vinicius se enfrentou, acabou desarmado, mas no resto Igor Vilela rolou para Obina, que obrigou Diego a fazer uma boa defesa.

Ainda no primeiro tempo, Alessandro se lesionou com a chegada de Erick e, a partir daí, a criação do Comercial foi seriamente prejudicada, com dificuldades ainda maiores para sair do jogo.

No segundo semestre, o Operário voltou melhor. Marcando com as linhas mais altas, o Gallo chegou ao perigo logo aos 2 minutos, quando Makeka devolveu à área após escanteio, a bola desviou para Gean Marlon e Raphael finalizou para o gol, mas o árbitro sinalizou um empecilho ao meio-campista . do Operário. Pouco depois, Vinicius cruzou para Patrick, mas o zagueiro Bandeira evitou o segundo gol da operação.

Licitação em que árbitro marcou impedimento e anulou gol de Raphael, pelo Operário – Foto: TV Morena / Playback

Até os 20 minutos do segundo tempo, o Comercial não conseguia mais atacar o rival e tinha dificuldade para trocar passes no meio-campo. As substituições de Robson Mattos pelo Comercial e Glauber Caldas pelo Operário pouco mudaram o cenário do jogo.

Aos 23 minutos, a França errou o gol de falta e Maurício quase marcou. Na cobrança de escanteio, o goleiro novamente não conseguiu tentar acertar a bola, mas o Comercial não conseguiu aproveitar. A festa continuou controlada pelo Operário, que aos 33 anos teve a oportunidade de matar a festa com Rafinha, que havia substituído Vinicius. Mas o chute foi interrompido pelo goleiro Diego, que se manteve firme no meio do gol.

No final da partida, as duas equipes mostraram cansaço e o jogo caiu tecnicamente. O jovem Comercial não mostrou possibilidade de reação e deu espaço à velocidade dos contra-ataques de Galo. Na base do chuveiro, o Colorado ainda tentou se classificar, mas não conseguiu assustar a goleira França. Operador qualificado para as semifinais.

Jogadores do Operário comemoram a qualificação para as semifinais do campeonato Sul-Mato-Grossense – Foto: TV Morena / Playback

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *