Os 10 países com mais Bolas de Ouro da história

A última edição do prêmio foi conquistada por Lionel Messi em 2021.

Não foi até 1995 que a associação de futebol da França decidiu contra sua política de incluir jogadores não europeus jogando na Europa que também eram elegíveis para o prestigioso prêmio Ballon d’Or. A ideia para tal honra foi concebida em 1956 pelo editor-chefe da revista France Football. Jornalistas respeitáveis ​​só podiam votar em jogadores europeus que jogassem ativamente na Europa. Tal distinção eliminou a possibilidade inicial de nomes como Diego Maradona ou Pelé emergirem como vencedores da Bola de Ouro.

Apesar de um início tardio, o continente sul-americano, rico em futebol, apresentou números impressionantes para subir ao topo. Onde estão outros países? Vamos descobrir.

10. Espanha – 3

Alfredo Di Stefano com sua segunda Bola de Ouro (Cortesia: Real Madrid)

A Espanha ganhou duas Bolas de Ouro durante a década de 1960. O primeiro espanhol a ganhar o prêmio foi o lendário Alfredo Di Stéfano em 1957, que reivindicou a honra novamente dois anos depois.

Pode parecer confuso, a princípio, para quem sabe que Di Stéfano era argentino de nascimento. Mas a lenda do Real Madrid adotou a Espanha como sua nacionalidade em 1956, tornando-o elegível para concorrer ao prêmio.

O último espanhol a receber a Bola de Ouro foi a lenda do Barcelona Luis Suárez (o outro) em 1960. O meia-atacante jogou pelos Culers durante 1955-1961. Mais de meio século se passou sem que nenhum espanhol ganhasse o prêmio desde então.

9. União Soviética – 3

A União Soviética era um membro ativo da FIFA até se dividir em nações menores em 1991. Não deveria ser surpresa que, antes da divisão, a União Soviética tivesse três jogadores que ganharam o prêmio por esta nação há muito perdida.

O primeiro jogador a ganhar a Bola de Ouro em 1963 foi Lev Yashin! Lev Yashin é considerado o melhor goleiro da história deste esporte. Ele continua sendo o único goleiro a conquistar essa conquista notável porque, desde então, nenhum goleiro chegou perto de ser tão impressionante quanto ele. O próximo grupo de jogadores a ganhar este prêmio foi separado por mais de uma década, com Oleg Blokhin ganhando em 1975 e Igor Belanov reivindicando o prêmio em 1986. Ambos foram homenageados enquanto jogavam pelo Dynamo Kyiv, agora um clube de futebol ucraniano. . Em vez disso, Yashin venceu defendendo os sticks no Dínamo de Moscou.

8. Inglaterra – 5

Stanley Matthews de Blackpool tornou-se o destinatário inaugural da honra, tornando-se o primeiro inglês, no processo, a iniciar uma linhagem herdada. Ele ganhou o prêmio com 47 pontos, enquanto Di Stéfano perdeu com 45. Depois de 1956, a Inglaterra teve que esperar uma década para que a lenda do Manchester United, Sir Bobby Charlton, se tornasse o segundo inglês a ganhar o prêmio. Kevin Keegan ganhou duas Bolas de Ouro consecutivas em 1978 e 1979 enquanto jogava pelo Hamburgo fora de casa.

Keegan, o ex-técnico do Newcastle, ganhou suas listras jogando pelo Liverpool. No entanto, ele ganhou o prêmio durante sua estadia com a equipe alemã. Portanto, era justo que um vermelho ativo mais tarde ganhasse a honra na forma de outro inglês: Michael Owen, que recebeu a comemoração por habilidades excepcionais em 2001.

7. Brasil – 5

Uma das nações favoritas para assistir é o lado excepcionalmente habilidoso do Brasil. É natural que eles tenham uma longa lista depois de ganhar a elegibilidade quase quatro décadas depois. Eles estão se recuperando bastante e já estão na sétima posição.

Ronaldo se tornou o primeiro brasileiro a ganhar o prêmio em 1997, dois anos depois de ganhar a elegibilidade. R9 foi um dos melhores atacantes daquela época, e na Internazionale ele era uma força calculista. Seu domínio continuou na Espanha quando conquistou a segunda e terceira Bola de Ouro de seu país em 2002, quando jogava pelo Real Madrid. Seus esforços na campanha do Brasil na Copa do Mundo também contribuíram para sua indicação.

Ronaldo foi o primeiro brasileiro a ganhar a Bola de Ouro (Cortesia: Marca)

O Barcelona exibiu seus jogadores brasileiros durante essa época quando Rivaldo e Ronaldinho ganharam o prêmio em 1999 e 2005. O último jogador da Seleção a ganhar a Bola de Ouro foi Kaká em 2007, quando jogava pelo Milan. Os quatro magos que trouxeram o prêmio para a nação sul-americana fizeram parte da seleção brasileira campeã da Copa do Mundo de 2002. Depois de Kaká, o prêmio virou corrida de cavalos pelos próximos 10 anos.

6. Itália – 5

A Itália teve cinco vencedores diferentes para receber o cobiçado prêmio. A contagem de vitórias começou com Omar Sivori da Juventus em 1961. Na mesma década, em 1969, Gianni Rivera do AC Milan fez dois para a Itália.

A sorte da Velha Senhora atacou novamente, já que os próximos dois italianos a ganhar o prêmio também foram jogadores da Juventus. O primeiro deles foi Paolo Rossi em 1982, seguido por Roberto Baggio em 1993. Fabio Cannavaro, que era um candidato confiável na defesa da Juventus, ganhou o prêmio em 2006. A vitória foi elogiada pela fraternidade futebolística, pois foi difícil para os defensores passarem pelos atacantes para embolsar o prêmio.

5. França – 6

O prêmio da associação de futebol da França foi conquistado seis vezes por quatro franceses. O prêmio é mais lembrado no século 20 pelas vitórias consecutivas de Michel Platini em 1983, 1984 e 1985. Ele conquistou todas as três vitórias enquanto jogava pela Juventus.

Embora Platini tenha vencido mais como francês, ele foi precedido por Raymond Kopa, que levou o prêmio para casa pela primeira vez como jogador do Real Madrid em 1958. Não é preciso mencionar que a França produziu alguns dos talentos mais emblemáticos do futebol ao longo dos anos. 90.

En 1991, Jean-Pierre Papin de Marsella ganó el Balón de Oro. Es el único jugador en recibir el galardón de la Ligue 1. El último francés fue el mítico Zinedine Zidane en 1998. También fue jugador de la Juventus, como la mayoría de esta lista.

4. Argentina – 7

Lionel Messi com seu prêmio em 2021 (Cortesia: Associated Press)

Talvez, Lionel Messi seja sempre o recordista mais impressionante de vencer sozinho a Bola de Ouro sete vezes pelo seu país. Assim como o Brasil, a Argentina também sofreu a mesma desclassificação até 1995. Assim, vários craques de sua seleção campeã do mundo, o óbvio sendo Diego Maradona, não ganharam o prêmio, apesar de ser o melhor de todos.

Sob a orientação de Pep Guardiola, Messi se tornou uma lenda viva para esta geração enquanto jogava pelo Barcelona. A rivalidade com o homólogo do Real Madrid, Cristiano Ronaldo, tornou a competição exclusiva entre estes dois homens. Vale ressaltar que Messi tem o mesmo número de prêmios solo conquistados em 2009, 2010, 2011, 2012, 2015, 2019 e 2021 como o país com mais vencedores. Ele ainda tem mais alguns anos em seu tanque para levar sua nação ao topo desta lista.

3. Portugal – 7

Embora Cristiano Ronaldo tenha contribuído com cinco desses sete em números, Portugal teve a sorte de ter diversidade nos seus vencedores, ao contrário da Argentina. As vitórias de Ronaldo em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, juntamente com o triunfo de Eusébio em 1965 e a vitória de Luís Figo em 2000, colocam o país em terceiro nesta métrica.

Ronaldo venceu o primeiro jogando na Inglaterra pelo Manchester United e o restante no Real Madrid. O prêmio de Eusébio veio enquanto jogava pelo gigante português Benfica. Luis Figo, por sua vez, ganhou o prestigioso prêmio enquanto jogava pelos Los Blancos.

2. Holanda – 7

Sete Bolas de Ouro foram divididas entre três dos maiores craques. Ao jogar pelo Ajax e depois pelo Barcelona, ​​​​o lendário Johan Cruyff se tornou o primeiro holandês a ganhar o prêmio em três ocasiões distintas, 1971, 1973 e 1974. Ele foi a primeira pessoa a ganhar três vezes.

Em 1987, Ruud Gullit, do Milan, ganhou a Bola de Ouro, tornando-se apenas o segundo holandês na fila. Marco van Basten também marcou um hat-trick quando recebeu a honraria em 1988, 1989 e 1992. Ele se tornou apenas o terceiro jogador a ganhar o prêmio três vezes depois de Johan Cruyff e Michel Platini.

1. Alemanha – 7

Em 1970, Gerd Muller se tornou o primeiro jogador alemão a ganhar a Bola de Ouro (Cortesia: FC Bayern)

Cinco jogadores alemães diferentes ganharam o prêmio de três jogadores holandeses únicos. A conta irreal da Alemanha nasceu com o lendário atacante alemão do Bayern de Munique, Gerd Muller, em 1970. Dois anos depois, outro jogador do Bayern ganhou o prêmio quando Franz Beckenbauer recebeu o primeiro. O segundo veio em 1976.

Karl-Heinz Rummenigge dominou no início dos anos 1980, ganhando duas Bolas de Ouro consecutivas em 1980 e 1981. Notavelmente, Rummenigge também foi jogador do Bayern de Munique. Para variar, outro vencedor, Lothar Matthaus, ganhou jogando pelo Internazionale em 1990. O último alemão a ganhar este prêmio foi Matthias Sammer, que recebeu o mesmo em 1996 por uma temporada incrível no Borussia Dortmund.

Para mais atualizações siga Khel Now em Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e junte-se à nossa comunidade em Telegrama.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.