Parada LGBTQ de São Paulo pede que brasileiros ‘votem com orgulho’

Centenas de milhares de brasileiros participam da Parada do Orgulho de São Paulo, que este ano tem como lema “Vote com orgulho – por políticas que nos representem”. Foto: NELSON ALMEIDA/AFP
Fonte: AFP

Centenas de milhares de pessoas marcharam na Parada do Orgulho LGBTQ anual de São Paulo no domingo sob o slogan “vote com orgulho, por políticas que nos representem”, uma referência às próximas eleições presidenciais do Brasil.

A votação de outubro colocará o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro contra o ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as pesquisas.

Voltando presencialmente pela primeira vez em dois anos devido à Covid, a 26ª edição da Parada do Orgulho trouxe um dia cheio de cor, música e mensagens para “lutar contra qualquer tipo de discriminação” e “respeitar a diversidade” em grande parte do Brasil . cidade populosa.

O desfile “mostra à sociedade que estamos presentes, que somos número suficiente para fazer a diferença na política e na própria sociedade”, disse à AFP Gleydson Santos, técnico de enfermagem de 26 anos.

“O tema do desfile deste ano foi muito bom”, disse Bráulio da Silva, professor primário de 31 anos, acrescentando: “Você não pode ficar calado, não pode mais ser submisso. É hora de nos batermos. ” cara”, acrescentou.

leia também

Gustavo Petro, de guerrilheiro preso a primeiro líder de esquerda da Colômbia

A grande marcha começou pela manhã na Avenida Paulista, principal artéria da cidade, e avançou à tarde em direção à Praça Roosevelt, ponto final do percurso.

PRESTA ATENÇÃO: Compartilhe sua história em destaque com nossos editores! Contacte-nos através de [email protected]e ou WhatsApp: 0732482690.

A participação pareceu ser menor do que as 3 milhões de pessoas que os organizadores disseram esperar.

Uma das principais atrações do dia foi a popular artista brasileira Pabllo Vittar. A drag queen, vestida com botas amarelas e brancas, fez a multidão dançar.

Participante da 26ª Parada do Orgulho Gay de São Paulo em 19 de junho de 2022.
Participante da 26ª Parada do Orgulho Gay de São Paulo em 19 de junho de 2022. Foto: NELSON ALMEIDA/AFP
Fonte: AFP

Críticas ao atual presidente também não faltaram, com gritos e faixas de “Fora Bolsonaro”.

No Brasil, a homofobia tem sido um crime desde meados de 2019, mas ainda há ataques diários a gays e transgêneros.

Em 2021, 140 pessoas trans foram assassinadas no país, segundo a Associação Nacional de Travestis e Transexuais do Brasil.

PRESTA ATENÇÃO: assista as notícias exatamente para você ➡️ procure o bloco “Recomendado para você” e aproveite!

Fonte: AFP

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.