PDT informa que entrará no STF contra suspensão do contrato de trabalho da MP

PDT informa que entrará no STF contra suspensão do contrato de trabalho da MP

O líder do PDT no Senado, Weverton Rocha (MA), disse que seu partido entrará nesta segunda-feira 23 no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a medida provisória (MP) que prevê medidas trabalhistas durante a crise. do novo coronavírus. Anteriormente, a Solidaridad também alertou que entraria no Supremo Tribunal contra a medida assinada pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

O MP permite que contratos de trabalho e salários sejam suspensos por até quatro meses durante a calamidade, que termina em 31 de dezembro deste ano.

O PDT também solicita que os prefeitos da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), se reúnam para devolver o MP ao Executivo, suspendendo os efeitos.

“Esta medida é cruel. No momento, o papel do governo é garantir renda para que os trabalhadores fiquem em casa e não corram risco de vida. É isso que todos os líderes do mundo estão fazendo. Mesmo de governos liberais. Sem renda, as pessoas não compram e apenas grandes empresas serão salvas ”, afirmou o senador do PDT.

Status do conteúdo

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.