Petrobras pagará duas novas linhas no total de R $ 3,5 bilhões

A Petrobras anunciou na quinta-feira de manhã 26 uma nova série de medidas devido à crise do novo coronavírus (covid-19) e à abrupta redução nos preços e na demanda por petróleo e combustíveis. Entre os pontos mais importantes, a petrolífera decidiu desembolsar duas novas linhas no total de R $ 3,5 bilhões e adiar o pagamento de dividendos de R $ 1,7 bilhão relacionados ao resultado anual de 2019 até 15 de dezembro .

A proposta de dividendos será submetida à aprovação da Assembléia Geral Ordinária, que foi remarcada de 22 a 27 de abril.

A empresa ainda está promovendo uma redução de R $ 2,4 bilhões nas despesas com recursos humanos. Nesse contexto, o pagamento do 2019 Performance Awards Program é adiado; pagamento de horas extras do FGTS e pagamento de bônus de férias, de acordo com a Medida Provisória nº 927. Também é adiado o pagamento de 30% da remuneração mensal total do presidente, diretores, gerentes executivos e gerentes gerais.

Os processos de nivelamento e promoção para funcionários e o nivelamento das funções de bônus também são cancelados em 2020. A empresa também optou por uma redução de 50% no número de funcionários em alerta parcial nos próximos três meses e a suspensão temporária de todos os funcionários. treinamento

Corte de investimento

A empresa também tomou medidas para otimizar o capital de giro e está reduzindo os investimentos programados para 2020 de US $ 12 bilhões para US $ 8,5 bilhões (US $ 7 bilhões em dinheiro), devido ao adiamento das atividades. exploratória, interconexão de poços e construção de instalações de produção e refino e desvalorização do real em relação ao dólar.

Para acelerar a redução nas despesas operacionais, a empresa anuncia uma redução adicional de US $ 2 bilhões em suas despesas, com a hibernação de plataformas que operam em campos de águas rasas, com maior custo de extração por barril, do que devido a a A queda nos preços do petróleo começou a ter um fluxo de caixa negativo. Segundo a empresa, a produção atual de petróleo nesses campos é de 23.000 bpd e os desinvestimentos nesses ativos ainda estão em andamento.

A Petrobras também está reduzindo os gastos com intervenções em poços e otimização da logística de produção e adiando novos contratos relevantes por um período de 90 dias. Com a implementação dessas medidas descritas, a empresa estima “que equilibrará seu fluxo de caixa em 2020”.

Status do conteúdo

You May Also Like

About the Author: Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *