Polícia busca evidências da morte de uma garota no canteiro de obras na Alemanha

Desde o início desta manhã, a polícia alemã procurou um canteiro de obras perto de Hannover, relacionado ao misterioso desaparecimento da britânica Madeleine McCann em 2007 em Portugal em Portugal.

O caso surgiu no início de junho com a identificação de um novo suspeito, Christian B., 43 anos, pedófilo alemão já condenado por estupro em Portugal e atualmente detido.

“Essas buscas estão ligadas à nossa investigação do caso Maddie McCann”, disse à AFP Julia Meyer, porta-voz do escritório da promotoria de Brunswick, sem dar detalhes.

Vários veículos policiais foram despachados para o local de busca, uma parcela localizada na periferia oeste da cidade.

Os investigadores usam cães farejadores, pás e uma escavadeira, de acordo com o jornal local “Hannoversche Allgemeine”, que disse que o suspeito morava em Hannover, norte da Alemanha.

Essas camas são muito populares na Alemanha, geralmente permitindo que os moradores da cidade se beneficiem de um pequeno espaço onde cultivam frutas e legumes, fazem churrasco com amigos e descansam nos fins de semana.

Essa nova pesquisa pode confirmar a tese dos pesquisadores alemães. Recentemente, eles foram os primeiros a afirmar que Madeleine McCann, que desapareceu há 13 anos, estaria morta.

Em meados de junho, a promotoria de Brunswick explicou que havia “evidências ou fatos concretos” que sustentavam a morte da garota, mas não “evidências forenses”, como os restos mortais do corpo.

Christian B. está detido em Kiel, no norte da Alemanha, para outro caso.

Na época do crime, ele morava a poucos quilômetros do hotel, na cidade portuguesa da Praia da Luz, onde o menino desapareceu. Já detido, ele teve que ser colocado em confinamento solitário para impedir que outros detentos o atacassem.

Suspeita-se que ele tenha assassinado a garota, que estava de férias com seus pais e irmãos em Portugal.

Segundo seu advogado, citado na mídia, o homem nega qualquer envolvimento no desaparecimento de Maddie.

Segundo a imprensa alemã, os investigadores encontraram roupas de banho para crianças no veículo do suspeito. Ele também estaria na posse de milhares de imagens pedófilas. Em alguns, aparece em cena.

O suspeito apresentou uma solicitação de liberação, que não será bem-sucedida, de acordo com a acusação. Ele é alvo de um pedido de extradição para Portugal pelo estupro de uma mulher de 72 anos.

O caso também causou polêmica, principalmente em relação aos erros da polícia alemã, que supostamente relataram a Christian B. em 2013 que suspeitavam dele. Isso pode ter lhe dado tempo suficiente para destruir qualquer evidência do crime.

Pesquisadores alemães também estão estudando um possível paralelo a outro caso de desaparecimento, o do pequeno Inga, em 2015, em uma floresta na região alemã da Saxônia-Anhalt.

Vários outros assassinatos não resolvidos de crianças e adolescentes na Europa, principalmente na Bélgica e na Holanda, também estão sendo monitorados para determinar se o suspeito pode estar envolvido.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *