Prefeituras do GV ​​começam a retomar consultas eletivas

Foto: TV Vitória

As consultas eletivas, sem urgência, começaram a ser reiniciadas nas 19 unidades básicas de saúde de Vila Velha, depois de suspensas por quase cinco meses. A decisão da Prefeitura de autorizar a retomada dessas atividades ocorreu após o município ser classificado como de risco moderado pela covid-19, de acordo com a matriz de risco elaborada pelo governo estadual.

As consultas foram retomadas na última segunda-feira (10) e, inicialmente, eram oferecidas apenas a uma parte da população. “Vamos retomar com o público prioritário. Vamos retomar o preventivo, que é a nossa prevenção do câncer de mama e colo do útero, vamos retomar as consultas eletivas com idosos, hipertensos, diabéticos, crianças, gestantes, pacientes com transtornos mentais e nossos pacientes com comorbidades ”, explica a enfermeira Jeane Azevedo, coordenadora de atendimento escola primária em Vila Velha.

Consultas não urgentes foram suspensas desde 20 de março, devido à nova pandemia de coronavírus. Eles já podem ser contratados nas próprias unidades básicas de saúde ou por meio de agentes comunitários. Os profissionais retomam as visitas, mas só chegam na porta das residências.

Para diminuir o risco de os pacientes das consultas eletivas terem contato com o coronavírus, aqueles que chegam com sintomas de gripe são direcionados aos fundos das unidades básicas de saúde. No posto de saúde do bairro de Araçás, por exemplo, pacientes com suspeita de infecção pelo covid-19 são atendidos em auditório adaptado.

O número de consultas eletivas que serão oferecidas à população não é o mesmo de antes da pandemia. Foi cortado ao meio. A intenção é garantir que no máximo um paciente aguarde o mesmo médico ao mesmo tempo.

“Um paciente por hora e é a cada 30 minutos, porque aí evitamos que um paciente cruze com outro. E pedimos que não se atrasem, porque a demora dos pacientes atrapalha também”, frisou Jeane Azevedo.

Cariacica

Em Cariacica, as consultas eletivas nas 28 unidades básicas de saúde do município devem se repetir no início de setembro, mas com uma oferta menor do que antes da pandemia. A secretária municipal de Saúde, Bernadete Coelho Xavier, informou que apenas 30% deles serão retomados, inicialmente.

“Para o nosso retorno total seria importante termos também a devolução de todos os servidores que atualmente estão fora do ar. Temos em média 140 aposentados, seja por idade ou por comorbidade ”, frisou.

O secretário lembrou ainda que, desde o início da pandemia, já foram realizadas cerca de 77,5 mil ligações nas unidades básicas do Cariacica. Esse número, entretanto, teria sido três vezes maior se as eletivas não tivessem sido canceladas, segundo Bernadete.

“As consultas consideradas emergenciais, consideradas de grande importância, não foram suspensas. Por exemplo, cuidado pré-natal, paciente em tratamento de sífilis, paciente diabético descompensado, hipertensão descompensada. E depois há uma lista com mais de 15 itens que não foram suspensos ”, citou o secretário.

Vitória e Serra

Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória informou que mantém atendimento presencial aos pacientes do grupo de risco que necessitam de acompanhamento, como diabéticos e hipertensos.

A Câmara Municipal de Serra disse que as consultas presenciais não foram canceladas.

Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória / Record TV

consultas eletivas
grande vitória
prefeituras
postos de saúde
pandemia
COVID-19
coronavírus recente

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *