Previna-se! Golpistas usam o Caixa Tem para roubar FGTS de até R $ 1.045

A aplicação Caixa tem, que também é usado para operar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), modalidade emergencial, tem sido alvo de golpistas. Os criminosos cadastram-se no aplicativo, ao invés dos reais detentores, para sacar o benefício de até R $ 1.045 da conta.

A FGTS de Emergência Tem dois calendários, os calendários de depósito e retirada e transferência. Embora o benefício não seja liberado para retirada, os golpistas baixam o aplicativo, preenchem os dados, realizam verificações de segurança e podem acessar o valor.

O aplicativo já havia sido alvo de fraude no pagamento de ajudas de emergência. A vulnerabilidade do sistema está em processo de confirmação das informações fornecidas pelo usuário. Compreendo!

Veja como o golpe acontece

Os golpistas obtêm os dados das vítimas, criam um novo email e se cadastram no aplicativo Caixa Tem em vez dos beneficiários reais. Para sacar o valor da conta, criminosos pagam recibos gerados em carteira digital.

A vítima só percebe que caiu no golpe quando o sistema acusa que já foi feito um cadastro naquele CPF. Os trabalhadores estão tentando recuperar valor, mas a Caixa Econômica Federal não tem equilibrado o problema da agilidade.

O engenheiro Pedro Rodrigues, 30, uma das vítimas do golpe, relata que, ao descobrir a fraude, ligou para a Caixa, que disse que o problema só poderia ser resolvido em uma das agências. Ele foi ao banco e um dos funcionários abriu uma disputa.

“No papel da defesa estava escrito que o prazo era de dez dias para a resposta, mas o gestor da Caixa disse que, na verdade, demorava até um mês para se pronunciar nestes casos. Ele me disse para apresentar o incidente à polícia apenas se a Caixa rejeitar meu recurso. Até o momento, eles não responderam. O gerente acaba de abrir o concurso ”, afirma o engenheiro.

Questionada sobre o caso, a Caixa informou que o banco entrará em contato com o trabalhador, que será informado do processo de contestação por telefone ou e-mail. A instituição destaca que a contestação de saques indevidos deve ser formalizada em qualquer agência bancária. “Nos casos em que haja indícios de saque fraudulento, o beneficiário será devidamente reembolsado”, garante a Caixa.

Saiba como prevenir

Para não cair em golpes, o trabalhador deve se cadastrar no site oficial do FGTS e no aplicativo. É importante verificar se o link possui certificado, basta verificar se possui o termo https. O “S” indica que a conexão é segura para entrada de dados.

O mesmo vale para a imagem de um cadeado antes do endereço. Nesse caso, o usuário pode clicar neste cadeado para verificar o certificado de segurança e sua data de validade. Veja outras dicas:

  • A Caixa Econômica Federal não realiza ligações e não envia e-mails ou mensagens via WhatsApp;
  • O único SMS enviado é para confirmar o acesso ao aplicativo;
  • Insira seus dados apenas dentro do aplicativo;
  • Não clique em links enviados por redes sociais com promoções.

Ver mais: FGTS até R $ 1.045: Caixa fará mais 7 saques até novembro

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci Shinoda

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *