Principais desenvolvimentos do Covid-19: Pequim fecha escolas; Nova subvariante Omicron aumenta casos na África do Sul

Países como África do Sul e Taiwan relataram um aumento na coronavírus casos, enquanto a China continua sofrendo com um aumento nas infecções. Enquanto isso, vários países latino-americanos, Coréia do Sul e Equador relaxaram as restrições em meio a um declínio nos casos.

A China registrou na quinta-feira 15.688 novos casos, marcando um aumento em relação aos 11.367 do dia anterior. Dos novos casos, 5.659 eram sintomáticos, disse a Comissão Nacional de Saúde, enquanto 10.029 eram assintomáticos. Na quarta-feira, o país havia relatado 1.503 casos sintomáticos. O aumento de casos, juntamente com regras rígidas de bloqueio e testes, interromperam a vida normal nas maiores cidades da China, Xangai e Pequim.

Nos Estados Unidos, o principal consultor médico Anthony Fauci disse que, embora o país esteja fora da “fase pandêmica”, o que significa que os Estados Unidos passaram para um estágio mais controlado, isso não significa que a pandemia acabou.

Aqui estão os principais desenvolvimentos sobre o Covid-19 em todo o mundo:

🔴 Em Pequim, que já realizou três rodadas de testes em massa para impedir a propagação do coronavírus, as escolas foram fechadas na quinta-feira. Segundo a agência de notícias AP, os estudantes representam 30% dos novos casos relatados na capital chinesa. Ainda não foram fornecidas informações sobre quando as escolas poderão reabrir e se poderão realizar aulas online. Além disso, a cidade também fechou várias academias, shoppings, cinemas e apartamentos.

🔴 O governo de Xangai disse na sexta-feira que metade de seus moradores, 12,38 milhões de pessoas, agora podem deixar suas casas, pois estão em “áreas de menor risco”, após um bloqueio rigoroso de um mês. Vários expatriados estrangeiros deixaram a cidade para escapar das restrições, enquanto outros querem sair, informou a Reuters.

🔴 A África do Sul foi atingida por uma onda de infecções, impulsionada por uma nova subvariante de ômícron, que os cientistas chamam de BA.4. No entanto, especialistas em saúde observaram que é muito cedo para dizer se a nova subvariante será uma “onda completa”, pois houve apenas um ligeiro aumento nas hospitalizações e nenhum aumento nas mortes. Atualmente, o país registra cerca de 6.000 casos por dia, enquanto a contagem estava na casa das centenas até a semana passada.

🔴 Taiwan está testemunhando seu pior surto desde o início da pandemia, com 11.353 novos casos e duas mortes na quinta-feira. No entanto, 99,7% de seus casos apresentam sintomas leves ou inexistentes. Em abril, Taiwan recuou da política de zero Covid da China, pedindo àqueles que deram positivo com sintomas leves que se auto-coloquem em quarentena em casa.

🔴 Com os casos em declínio, várias nações latino-americanas relaxaram as restrições. A partir de 1º de maio, os colombianos não precisarão mais usar máscaras em locais públicos, como shoppings e teatros. Brasil, México e El Salvador também cancelaram os mandatos de máscaras, com recentes desfiles de carnaval no Rio de Janeiro com mais de 60.000 espectadores permitindo a entrada de pessoas vacinadas sem máscaras.

🔴 A Coreia do Sul também removerá o mandato da máscara a partir da próxima semana, pois continua a ver mais de 50.000 casos diários, abaixo do pico de meados de março de mais de 6,2 lakh casos. No entanto, as máscaras ainda serão necessárias em eventos com mais de 50 participantes.

🔴 Na quinta-feira, o Equador suspendeu a obrigatoriedade de uso de máscaras para espaços internos e externos, tendo alcançado a vacinação de 87% da população com 3 anos ou mais.

— com contribuições de agências

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.