Procon de SC proíbe banco por suposta prática abusiva na concessão de crédito

O Procón de Santa Catarina proibiu agências bancárias por 48 horas por suposta prática abusiva na concessão de crédito consignado. Uma unidade do banco BMG em Florianópolis foi fechada, mas, segundo a agência, a suspensão por este período vale para todas as atividades da instituição no estado.

> SC aumenta de 15 para 14 regiões com risco muito alto de coronavírus

Segundo o Procon, a medida ocorreu devido a mais de 2.000 ligações feitas ao longo do ano relacionadas a casos de concessão de crédito consignado sem autorização do BMG, relatados por aposentados e pensionistas. Segundo a agência, as pessoas se surpreenderiam primeiro com um valor depositado em sua conta e depois com um débito mensal no benefício, mesmo sem consentimento ou solicitação. Os clientes que tentaram reembolsar o valor também falharam.

O diretor do Procon-SC, Tiago Silva, explica que o Código de Defesa do Consumidor proíbe as empresas de enviar ou entregar produtos e serviços aos consumidores sem solicitação prévia, e que isso é considerado uma prática abusiva.

Nesse prazo de 48 horas, definido por medida cautelar do Procon-SC, o banco não pode formalizar empréstimos que requeiram descontos futuros. Segundo a agência, o descumprimento pode representar multa diária de até R $ 100 mil.

O Banco BMG, por meio da assessoria de imprensa, respondeu à denúncia por meio de nota na qual manifestou-se surpreso com a interdição da agência de Florianópolis e que ainda não teve acesso ao procedimento administrativo, mas que apresentará defesa no prazo legal.

“Por fim, o Banco BMG reitera que sempre se pautou pelo cumprimento absoluto da legislação vigente, trabalhando de acordo com os princípios éticos e morais, para prestar um serviço de excelência a toda a população brasileira”, diz o trecho final da nota. .

> Procon SC notifica Apple sobre venda de iPhone sem carregador

Recomendações Procon

O Procon alerta os consumidores para algumas regras previstas para o crédito consignado, como o comprometimento de no máximo 35% da receita, carência de 90 dias para desconto da primeira parcela até 31 de dezembro deste ano, taxa máxima de 1,80% ao mês e isenção de taxas de abertura de crédito ou outros encargos. A agência também reforça cuidados importantes como verificar a rede de bancos e instituições financeiras credenciadas pelo INSS, não informar dados pessoais e bancários nas ligações que oferecem crédito, verificar o impacto do parcelamento no orçamento e não tomar empréstimos para repassar a amigos ou família, causas mais comuns de endividamento.

> Conheça as condições de pagamento do IPTU com desconto e parcelado em Florianópolis

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *