Procon-DF proíbe estabelecimento de venda abusiva de álcool em gel

JBr.

O Instituto Federal de Defesa do Consumidor (Procon-DF) interceptou nesta sexta-feira (20) o primeiro estabelecimento na capital por venda abusiva de produtos no combate ao Covid-19. Localizada na Quadra 8, em Sobradinho, a loja vendia produtos sem origem e a um preço alto.

A agência descobriu que o álcool gel era vendido sem origem, sem fatura e que o CNPJ da embalagem não existia. O advogado do Procon-DF, Paulo Barreto, acompanhou a operação e fez as notificações e sanções: interdição e multa.

A Polícia Civil, por sua vez, iniciou uma investigação por um crime contra a saúde pública. Foram apreendidas 53 garrafas de 60 g e 144 garrafas de 500 g. A operação envolveu o Procon-DF, a Vigilância Sanitária e a Polícia Civil do DF.

Preço abusivo

O Decreto 40.520, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) em 14 de março, considera injusto aumentar os preços sem justa causa, com o objetivo de aumentar arbitrariamente os preços dos suprimentos e serviços relacionados ao confronto da Covid – 19

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.