Promotor do Brasil F4 muda sistema de alocação de carros temendo vantagem de liderança injusta – F1 Feeder Series

Pedro Clerot aumenta a vantagem para 77 pontos após cinco vitórias. No entanto, o domínio da Full Time Sports visto na primeira rodada vacilou com o resto do campo alcançando rapidamente. A F1 Feeder Series olha para a primeira metade do campeonato, já que estamos na metade da temporada brasileira de F4 2022.

Por Maria Clara Castro

Após a segunda rodada, alguns dias antes do início das atividades de pista da terceira rodada, foi decidido que haveria um sorteio de carros na F4 brasileira. Mesmo que possa parecer uma situação nunca antes vista, o raciocínio por trás disso é um pouco lógico.

Ao contrário da F4 italiana, por exemplo, onde os carros pertencem à equipe, os carros da F4 brasileira são de propriedade da promotora da categoria Vicar, o que significa que eles decidem o que querem fazer com eles.

Depois de seis corridas, ou seja, duas voltas, quatro foram vencidas por Pedro Clerot. Houve muita especulação de que a Full Time Sports estava violando os regulamentos técnicos, dando ao líder do campeonato uma vantagem injusta. Para demonstrar a igualdade das equipes, o Vicar promoveu um sorteio para que ninguém disputasse a terceira volta com o mesmo chassi e motor das corridas anteriores.

“Sim, o chassi do Tatuus é o mesmo e os motores também. No entanto, além de obviamente habilidades de condução, as várias performances que vemos na pista dependem da forma como o carro é construído. Estamos executando a máquina de roda aberta mais básica atual na escala até a F1, o que significa que não há muitas opções de configuração diferentes além das usuais. Acredite ou não, o conhecimento básico de mecânica na hora de construir o carro vem fazendo a diferença”, explica Erika Prado, engenheira da Cavaleiro Sports.

O campeonato após três rodadas

Embora Pedro Clerot seja o líder com uma vantagem de 77 pontos em relação à primeira rodada, agora vemos um cenário mais competitivo.

Na Velo Città, a Full Time Sports foi melhor, vencendo todas as corridas. Em Interlagos, foi a vez da Cavaleiro Sports brilhar. Nic Giaffone conquistou sua primeira vitória e subiu duas vezes ao pódio da corrida, assim como seu companheiro de equipe Vinicius Tessaro.

No fim de semana de corrida seguinte, também em Interlagos, a TMG Racing saiu na frente. Nick Monteiro conquistou o primeiro pódio triplo da história da F4 brasileira. Lucas Staico conquistou sua primeira vitória, depois de um final louco para a corrida 3, na qual aproveitou a oportunidade depois que o líder da corrida Monteiro cometeu um erro e caiu para o P3.

“A corrida 3 foi um alívio para mim e para toda a equipe, depois de quase chegar à primeira posição nas outras rodadas. No início dessa corrida notei que estava muito rápido, então consegui pular para o P3 facilmente. Alcancei os dois primeiros pilotos e depois cheguei ao P2. Eu pensei que era isso, mas então Nick cometeu esse erro, eu vi minha oportunidade e agarrei. Consegui me posicionar melhor no cruzamento e o ultrapassei no S de Senna”, disse Staico.

#11 Lucas Staico (TMG Racing) e #30 Vinícius Tessaro (Cavaleiro Sports) | Crédito: Lucas Bassani

Agora não uma, mas três equipes mostraram uma postura competitiva no campeonato. O sorteio, por sua vez, revelou que os carros têm uma certa diferença e podem trazer benefícios para uns e malefícios para outros.

Se você está se perguntando como consertar isso, o Vicar pensou em uma solução: fazer o sorteio novamente no final da Rodada 4, para que no final da Rodada 6, um sorteio seja feito a cada duas rodadas.

“A equipe sempre trabalhou para me dar o melhor carro. Acho que a maior mudança da semana passada (Rodada 2) para esta semana foi exatamente o padrão do carro que ajudou muito a melhorar a velocidade nas retas e nossa já boa afinação ficou ainda melhor”, disse Staico.

Então, os sorteios de carros impactam a competitividade na F4 brasileira? Dada a forma como o campeonato é moldado após três rodadas, podemos ver uma segunda metade da temporada mais competitiva a partir de 2 de setembro, novamente no Autódromo Velo Città. Quem sairá vitorioso: Full Time Sports, Cavaleiro Sports ou TMG Racing?

Crédito da foto do cabeçalho: Luca Bassani

Faça uma doação única

Faça uma doação mensal

Faça uma doação anual

Escolha uma quantidade

Ou insira um valor personalizado


Sua contribuição é apreciada.

Sua contribuição é apreciada.

Sua contribuição é apreciada.

DoeDoe mensalmenteDoe anualmente

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.