Qual país produziu mais campeões de Fórmula 1?

O Campeonato de Pilotos de Fórmula já foi disputado por 33 pilotos, desde seu início em 1950. Esses pilotos incluíram algumas das lendas do esporte, como Michael Schumacher, Lewis Hamilton, Niki Lauda e Sebastian Vettel, entre outros.

No entanto, pode ser uma surpresa que apesar de ser um campeonato “mundial”, apenas 14 países produziram esses 33 campeões.

Qual país produziu mais campeões de Fórmula 1?

Dado que o Reino Unido é amplamente considerado o berço da Fórmula 1, não é surpresa que a nação insular tenha produzido o maior número de campeões mundiais (10). Desses 10, quatro ganharam vários títulos mundiais, incluindo o atual campeão Lewis Hamilton (7), Jackie Stewart (3), Graham Hill (2) e Jim Clark (2). Outros nomes notáveis ​​para ganhar um título mundial sob a bandeira britânica incluem Nigel Mansell, Damon Hill e Jenson Button. No total, os motoristas do Reino Unido conquistaram 20 títulos.

Nenhum outro país chega perto de igualar a contagem da Grã-Bretanha. Porém, na segunda colocação geral, com três campeões mundiais cada, estão Finlândia, Brasil e Alemanha.

O Brasil produziu indiscutivelmente o melhor piloto de Fórmula 1 de todos os tempos em Ayrton Senna, que venceu o campeonato três vezes; em 1988, 1990 e 1991. Outros campeões mundiais brasileiros são Nelson Piquet (3) e Emerson Fittipaldi (2).

A Finlândia também produziu três campeões mundiais, o que é um feito surpreendente para uma nação em que apenas nove de seus pilotos chegaram à Fórmula 1. Mika Hakkinen (2), Kimi Raikkonen (1) e Keke Rosberg (1) são os campeões mundiais da Finlândia.

A Alemanha, apesar de ter produzido apenas três campeões mundiais, tem o segundo maior número de títulos depois do Reino Unido, com 12. Isso se deve principalmente ao fato de Michael Schumacher ter conquistado sete títulos e Sebastian Vettel quatro. Nico Rosberg, filho de Keke Rosberg, é o último piloto alemão a vencer o campeonato mundial, apesar de seu pai correr sob a bandeira da Finlândia.

Quatro países estão em terceiro lugar com dois campeões mundiais em seu nome:

Áustria: Jochen Rindt, Niki Lauda

Austrália: Alan Jones, Jack Brabham

Itália: Giuseppe Farina, Alberto Ascari

Estados Unidos: Phil Hill, Mario Andretti

Os seis países restantes têm apenas um campeão mundial em seu nome:

Argentina: Juan Manuel Fangio

Espanha: Fernando Alonso

Nova Zelândia: Denny Hulme

Canadá: Jacques Villeneuve

França: Alain Prost

África do Sul: Jody Scheckter

Candidatos futuros

Os fãs da Fórmula 1 poderiam adicionar mais dois novos países a esta lista em um futuro não muito distante, ou seja, a Holanda e Mônaco, com Max Verstappen e Charles Leclerc, respectivamente. Os dois homens têm contratos sólidos com as melhores equipes do esporte porque são amplamente considerados futuros campeões mundiais.

Postado em 3 de abril de 2021 às 8:21 PM IST

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *