Quênia: seleção de vôlei vai jogar amistosos no Brasil

A seleção feminina de vôlei do Quênia, Malkia Strikers, fará vários amistosos durante seu campo de treinamento de alto desempenho em São Paulo, Brasil.

A seleção, que deve partir para o Brasil neste fim de semana para um estágio de 45 dias, enfrentará a Argentina, a seleção brasileira de Sub-20 e os principais clubes brasileiros, como o Osasco Volleibol Clube.

O Osasco Voleibol Clube atua na Superliga Brasileira e conquistou o título pela última vez em 2012. A equipe também conquistou o Mundial de Clubes Femininos da FIVB.

O Itambe / Minas é o atual campeão da liga brasileira de vôlei, enquanto o Dentil / Praira e o Rexona-Adez são os outros principais clubes da liga.

Luizomar de Moura, um dos quatro treinadores atribuídos aos Malkia Strikers pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB), atua como treinador da equipe do Osasco. Os outros treinadores quenianos são Jefferson Arosti, técnico de força e condicionamento, Marcelo Vitorino de Souza e o gerente da equipe Roberto Opice.

Na sexta-feira, o técnico do Malkia Strikers, Paul Bitok, disse que muito será levado em consideração ao nomear o elenco final de 12 jogadores que representarão o país nas Olimpíadas de Tóquio 2020, programadas para 23 de julho a 8 de agosto.

Os brasileiros estão treinando a equipe ao lado da bancada técnica local comandada por Bitok, Japheth Munala e Josp Barasa, e o chefe da equipe Alfred Chedotum.

Bitok reduziu a lista para 15 jogadores na quarta-feira, deixando de fora Joan Jelagat, Jemimah Siangu, Josephine Wafula e Carolyne Sirengo.