Raízen inicia operação comercial de energia a partir do biogás em São Paulo

Unidade de biogás Bonfim Guariba Raízen

Foto: Raízen / divulgação

A unidade de produção de biogás da Raízen, em Guariba (SP), foi autorizada a vender energia elétrica na quarta-feira, dia 12. A planta da empresa, com capacidade para produzir 138 mil MWh por ano, visa produzir energia e gás. pela conversão da torta de filtro e da vinhaça, subprodutos da cana-de-açúcar. Segundo a empresa, a escala de produção de energia é suficiente para abastecer o município onde está localizada a unidade e as cidades vizinhas, no interior de São Paulo.

A operação e comercialização ficarão a cargo da Raízen Geo Biogás, joint venture entre a Raízen e a Geo Energética, que trabalhou em parceria para desenvolver a planta de biogás, que tem capacidade instalada de 21MW. Segundo a empresa, com essa autorização, a usina passa a fornecer energia cerca de um ano e meio antes do início do contrato firmado no leilão de 2016, no qual a empresa venceu, fornecendo 96 mil MWh da energia gerada. O excesso de volume pode ser negociado no mercado livre.

Segundo Antônio Simões, vice-presidente executivo de Logística, Distribuição e Energias Renováveis ​​da Raízen, esse movimento é fundamental para o aproveitamento máximo dos insumos e o desenvolvimento contínuo de novas soluções para o setor.

“A geração de energia por fontes renováveis ​​reforça o compromisso da empresa em atuar de forma sustentável, em verdadeiro sistema de economia circular, aproveitando todos os resíduos utilizados em seus processos para gerar novos produtos e contribuir com o meio ambiente, gerando menos resíduos industriais e ampliação do portfólio de energia por meio de fontes renováveis ​​que contribuem para a limpeza da matriz energética brasileira ”, afirma Simões.

Construída ao lado da usina Bonfim, também da Raízen, a unidade possui a segunda maior moagem de cana-de-açúcar da empresa, com mais de 5 milhões de toneladas por ano. O local também foi escolhido por estar próximo aos principais pólos industriais do estado, gerando energia próxima aos consumidores locais e ajudando na eficiência da rede.

A usina tem possibilidade de gerar energia ao longo do ano, segundo a Raízen, já que a vinhaça será operada durante a colheita, enquanto a torta de filtro será operada ao longo do ano. A possibilidade de armazenar a torta geraria estabilidade no processo biológico do biogás e sinergia para atuar com a vinhaça.

You May Also Like

About the Author: Manoel Menezes Kimura

"Analista hardcore. Viciado em Twitter. Comunicador. Jogador sutilmente encantador. Fã de bacon. Fanático por álcool irritantemente humilde."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *