Raphinha vence ‘corrida’ pelo ponta-direita do Brasil

Raphinha vive um momento extremamente ‘doce’ desde sua chegada ao FC Barcelona. O brasileiro foi o pedido expresso de Xavi Hernández, que queria que ele reforçasse a ala direita mesmo com a continuidade de Ousmane Dembélé no elenco garantido. O Egarense considerou que a chegada do avançado às fileiras da entidade do Barça garantiu à equipa um importante salto de qualidade, e apesar das dúvidas geradas a princípio pelos quase 60 ‘quilos’ depositados na sua transferência, o tempo deu razão ao treinador.

E é que o fim caiu de pé em CanBarça. O futebolista foi uma das figuras do plantel comandado pelo jogador do Terrassa na pré-temporada e isso ficou demonstrado na sua estreia com a camisola do Blaugrana, na qual marcou um golo e distribuiu algumas assistências. Longe de se ‘intimidar’ com o ‘peso’ da camisa, o carioca deu um passo à frente e assumiu a ponta direita da equipa, sendo um ‘indiscutível’ para o egarense.

Agora, o ex-jogador do Leeds transferiu sua grande atuação para a seleção brasileira, onde o técnico da ‘verdeamarela’, Tite, tem a mesma consideração pelo jogador que Xavi. Menos de dois meses antes da bola começar a rolar no Catar, o ala se firmou como titular definitivo na ala direita do ataque ‘brazuca’. Isso foi confirmado no amistoso contra Gana na última sexta-feira, que culminou com a vitória da Canarinha por 3 a 0 e em que Raphinha fez uma grande atuação.

Bem então, O jogador do Barcelona venceu a ‘corrida’ sobre seus dois rivais ‘diretos’ na posição, Antony e Rodrygo. O extremo do Manchester United continua a adaptar-se à sua nova equipa e à Premier League e continua a trabalhar para atingir o seu melhor nível. No entanto, na seleção perdeu ‘chevrones’ e começa como reserva de ‘luxo’ de Porto Alegre, embora na partida contra o africano tenha jogado vários minutos na ala esquerda quando substituiu Vini Jr.

Rodrygo substituirá Vini Jr.

Por seu lado, o avançado do Real Madrid vive a sua época de consagração no plantel merengue e conquistou um lugar na equipa de Ancelotti como suplente de Benzema, que continua a trabalhar na recuperação da lesão. Entretanto, o jogador parece ter garantido uma vaga no elenco de Tite para o Catar, já que o técnico confia plenamente em suas qualidades. No entanto, e contrariamente ao seu papel na Espanha como gatilho na faixa da direita, Rodrygo começa como substituto de Vini Jr. na esquerda.

Um atacante de ‘videogame’

Assim, a seleção brasileira já definiu qual será seu quarteto ofensivo na Copa do Mundo. Neymar Jr., protagonista da equipe, fará o papel do clássico ’10’, movimentando-se livremente no ataque e com capacidade de entregar o jogo e chegar ao gol adversário. À esquerda, o já ‘essencial’ Vinicius Jr., que vai ver como Raphinha o acompanha na ala direita. Por fim, Richarlison assumiu o centro do ataque, batendo ‘craques’ como Gabriel Jesús, Firmino e Pedro (Flamengo).

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.