Reações ao pronunciamento de Bolsonaro e mais mortes na Itália; Os melhores momentos de quarta-feira (25)

Após a declaração feita ontem (24) por Bolsonaro, gerou indignação em governadores e entidades médicas no Brasil no exterior. Governador de São Paulo, Doria discutiu em reunião com Bolsonaro hoje. No Distrito Federal, Ibaneis disse que manterá seu foco em cuidar das pessoas.

Na Itália, a situação ainda é grave, hoje o país atingiu a marca de 7.000 mortos e a taxa está perto de 8.000.

O DF registrou a primeira cura para o coronavírus na cidade nesta quarta-feira (25).

O Jornal de BrasíliaDe maneira exclusiva, ainda conta a história do agente de saúde pública que, como certificado de serviço, foi pego trabalhando em uma clínica particular.

Veja os melhores momentos de Jornal de Brasília nesta quarta-feira

Durante a tarde, o Departamento de Saúde do Distrito Federal confirmou mais nove casos de coronavírus no Distrito Federal (DF), atingindo 191 pacientes infectados pelo vírus.

O GDF criou o Comitê de Emergência Covid-19 para coletar doações que podem ajudar a combater o novo coronavírus.

A advogada brasileira Daniela Teixeira foi a primeira paciente do Distrito Federal a ser curada de contágio.

Solicitado Jornal de Brasília se ele participaria da conversa virtual entre governadores, ele respondeu, através de sua equipe, com a seguinte mensagem:

“Vou manter meu foco em cuidar das pessoas. Não é hora de disputar. Bolsonaro faz parte do motivo, depois que muitos municípios pequenos, sem nenhum caso de coronavírus, estão fechando. Por outro lado, cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília têm situações diferentes. Julgamento, paciência e muito apoio das equipes técnicas é o que resolverá o problema. ”

Valparaíso (GO) apresentou um caso de transmissão comunitária do novo coronavírus. Além deste caso, a cidade tem mais uma pessoa diagnosticada com Covid-19.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) enviou hoje uma carta oficial ao banco federal do Distrito Federal solicitando a realocação de quase R $ 80 milhões em recursos de emendas parlamentares para combater o Covid-19.

O deputado distrital Fábio Felix (PSOL) enviou um pedido à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) para solicitar ao Departamento de Saúde a apresentação da lista de pessoas infectadas com o novo coronavírus diagnosticado no Hospital das Forças Armadas (HFA) .

Em 24 horas, o Ministério da Saúde registrou mais 11 mortes pelo novo coronavírus no Brasil, de acordo com um boletim publicado esta tarde. O número de mortes, que foram 46 ontem, subiu para 57. Já existem 2.425 casos confirmados do vírus em todo o país.

Um relatório produzido na última segunda-feira (23) pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) indica que, até 6 de abril, 207.435 casos de coronavírus e 5.571 mortes. A projeção, visitada pelo site The Intercept Brazil, leva em consideração a evolução de casos em países como China, Irã e Itália.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, enfatizou que a posição do governo de combater a pandemia da covid-19 “é uma” e continua a ser o isolamento e a distância entre as pessoas.

O presidente Jair Bolsonaro disse que pediria ao Ministério da Saúde que alterasse a orientação de isolamento da população durante a nova pandemia de coronavírus apenas para idosos e pessoas com comorbidades (outras doenças).

Mandetta estava no Palácio do Planalto pela manhã e participou de uma reunião com Bolsonaro, o ministro e os governadores do sudeste, horas depois que o presidente disse que acusaria o Ministério da Saúde de regulamentações mais leves sobre o isolamento contra a cobiça. 19

Luiz Henrique Mandetta também declarou que as quarentenas decretadas nos estados eram medidas precipitadas e defendeu que essas decisões fossem tomadas, no momento e nos lugares certos, em coordenação com o portfólio.

A atriz e atual secretária especial de cultura, Regina Duarte, publicou em sua conta no Instagram uma mensagem a favor de uma das declarações do presidente Jair Bolsonaro. Na publicação, ele destacou a frase dita pelo presidente. “Não podemos extrapolar a dose porque, com o desemprego, a catástrofe será maior”.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que deveria “dar o exemplo ao país e não dividir a nação em tempos de pandemia”. A declaração veio durante uma reunião virtual do presidente com os quatro governadores do sudeste. Segundo as pessoas que participaram da reunião, Bolsonaro foi elogiado com a declaração do governador de São Paulo e até o chamou de “frívolo” e “demagogo”.

Após participar de uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro em uma reunião com ministros e governadores do sudeste devido à posição do presidente em uma rede nacional realizada ontem, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em entrevista coletiva Ele disse esperar que Bolsonaro “tenha a humildade de se retirar” de sua posição.

O Senado Federal está se mobilizando para aumentar de R $ 200 para R $ 350 a renda mínima que o governo concederá a trabalhadores informais para enfrentar a crise econômica causada pela pandemia de covid-19.

Em resposta à declaração do presidente Jair Bolsonaro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), disse que as decisões federais de saúde não vão para o estado de Goiás.

Os governadores do Nordeste avaliam que “o momento vivido pelo Brasil é muito sério”. Após uma conferência entre eles, os governadores da região emitiram uma carta criticando e exigindo o presidente Jair Bolsonaro sobre ações para conter o avanço da covid-19.

Após uma declaração de Jair Bolsonaro, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse que a cidade manterá medidas de isolamento social por pelo menos 15 dias para conter o progresso do coronavírus. E ele anunciou que 300 idosos residentes em comunidades da região sul do Rio, uma região que concentra casos da doença, sob risco de contaminação pelo novo coronavírus, serão levados para “isolamento vertical” em dois hotéis da cidade. .

Dez dias depois que o governo emitiu uma medida provisória que destinou R $ 5,1 bilhões para ações de combate ao coronavírus, R $ 1,8 bilhão já estão comprometidos com as despesas necessárias para combater o covid-19. No jargão do orçamento, significa que 35% do valor autorizado para esse fim já está comprometido.

Foto: Sérgio Lima / Poder 360

O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial emitiram uma declaração conjunta ao G-20, pedindo “alívio da dívida para os países mais pobres”.

O presidente iraniano Hassan Rohani anunciou que restringirá o movimento de cidadãos nos próximos 15 dias para impedir a propagação do novo coronavírus no país. Segundo dados oficiais, 2.077 pessoas morreram no país devido ao Covid-19, um aumento de 143 mortes em 24 horas.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, foi questionado sobre as recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro de que a doença seria semelhante a um “resfriado”. Ghebreyesus comentou que em vários países existe agora uma grande necessidade de atendimento de emergência devido à doença. “Em muitos países, o coronavírus é uma doença muito séria”, disse ele.

O Papa Francisco participou de uma oração ecumênica global para “implorar misericórdia pela humanidade, que foi severamente afetada pela pandemia de coronavírus”. “Hoje nos reunimos, todos os cristãos do mundo, para dizer o ‘Pai Nosso’, a oração que Jesus nos ensinou”, disse ele, falando ao vivo em vídeo de sua biblioteca no Palácio Apostólico do Vaticano.

A pandemia de coronavírus “está ameaçando toda a humanidade”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, lançando um plano de resposta global que será executado até dezembro, que inclui doações de até US $ 2 bilhões.

Na Itália, o país mais afetado pelo novo coronavírus, o número absoluto de mortes diárias diminuiu nos últimos dias. O país teve mais 683 nesta quarta-feira (25), contra 743 mortes na terça-feira (24). Embora tenha havido uma melhora nas taxas, o país atingiu a marca de 7.503 mortes, informou a Defesa Civil italiana.

  • Exclusivo: a partir de um certificado, um trabalhador de saúde do DF é visto trabalhando em um escritório particular

Um funcionário público do Departamento de Saúde foi visto trabalhando em um consultório particular de odontologia estética durante o período em que esteve de licença devido a um atestado médico. A técnica de higiene dental foi lançada de 27 de fevereiro a 31 de março para “licença para tratar a saúde do servidor”. Em 16 de março, ela foi atendida na clínica odontológica, localizada em Guará. O Jornal de Brasília Ele teve acesso aos documentos do certificado e mostra vídeos da mulher na clínica.

  • Dólar cai para R $ 5,03 com o pacote tributário de trilhões de dólares

A moeda americana caiu abaixo de R $ 5,00 nesta tarde, mas em um dia de rotatividade fraca, a queda acabou perdendo força na última hora de negócios. No mercado à vista, o dólar fechou em R $ 5.0326, uma queda de 0,97%.

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

  • DF recebe mais 216 mil vacinas contra gripe

O atraso no embarque do Ministério da Saúde com 216 mil doses da vacina contra a gripe chegou ao Distrito Federal. As doses foram e continuarão sendo distribuídas nos postos de vacinação que hoje serão atendidos excepcionalmente até às 22h. O cronograma havia mudado devido a bloqueios que impediam a chegada de vacinas na Cidade do México.

You May Also Like

About the Author: Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *