Recapitulação da Copa América: Brasil obtém terceira vitória

Casemiro marcou em tempo de lesão para assistir Brasil obter uma vitória próxima e controversa sobre Colômbia no Grupo B da Copa América.

Os anfitriões perderam o impressionante voleio acrobático de Luis Díaz aos 10 minutos, após um brilhante cruzamento da direita de Juan Cuadrado.

Apesar de dominar a posse de bola até o final da partida, o Brasil lutou para romper a tenaz defesa colombiana, mas acabou empatando em circunstâncias polêmicas quando a bola atingiu o árbitro Nestor Pitana em preparação para o empate de Roberto Firmino aos 78 minutos.

De acordo com as regras, se um desvio do árbitro levar a “uma mudança de posse ou um ataque promissor”, uma bola ao ar deve ser concedida. Apenas seis segundos após a bola ter atingido o árbitro argentino, a bola passou no fundo da rede de David Ospina e está claro que o passe de Neymar teria sido interceptado se não fosse a intervenção involuntária do árbitro.

O que se seguiu foram longos protestos dos jogadores colombianos, mas apesar de seus apelos, o gol foi marcado. No entanto, apesar de toda sua raiva para com os árbitros, Ospina deveria ter feito muito mais para negar que a bola cruzou a linha.

Como se ainda não sentisse que o mundo estava contra eles, os visitantes sofreram aos dez minutos dos descontos, sem defender um canto em que Neymar eliminou o médio Casemiro, do Real Madrid, que finalizou à queima-roupa. .

A Colômbia pode se sentir muito mal dada a natureza da derrota, mas já se classificou para as quartas de final. Com a vitória, a equipe de Tite manteve o recorde de 100% na competição até o momento em que buscar a conquista do título da Copa América.

Em outra parte, Peru veio de dois gols atrás para somar um ponto contra Equador. O empate significa que as duas equipas ainda têm hipóteses de avançar para as oitavas de final.

O autogolo de Renato Tapia fez com que o Equador assumisse a liderança aos 23 minutos e marcou o segundo tempo devido aos descontos da primeira parte, quando Ayrton Preciado marcou ao final de um livre para desviar à queima-roupa.

O Equador parecia estar navegando rumo à sua primeira vitória no torneio, mas dois gols no segundo tempo em cinco minutos os levaram a empatar pelos peruanos. Na ausência do atacante talismânico Paolo Guerrero, apareceu Gianluca Lapadula, cuja exibição no segundo tempo foi um prazer de se ver.

Ele fechou a desvantagem para apenas um golo solo ao finalizar o passe perfeito de Christian Cueva aos 49 minutos. O avançado do Benevento tornou-se então fornecedor quando convocou Andre Carrillo para marcar o golo do empate minutos depois.

O Equador enfrenta o Brasil em sua última partida do grupo, enquanto o Peru enfrenta a Venezuela, com o Grupo B indo até o fim.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *