Renan Lodi não esconde a ansiedade pela estreia oficial na Seleção Brasileira

O lateral-esquerdo Renan Lodi está perto de estrear em partidas oficiais pela Time brasileiro no duelo contra a Bolívia, pela primeira rodada do Qualificatórias Sul-Americanas. No ano passado, o jogador de 22 anos disputou quatro amistosos pela seleção verde-amarela contra Senegal, Nigéria, Argentina e Coreia do Sul.

Provável iniciante no confronto desta sexta-feiraÀs 21h30 (de Brasília), no Neo Química Arena, o jovem Atlético de Madrid não escondeu a ansiedade. Em conferência de imprensa virtual realizada na quarta-feira, ele disse que quer “dar uma grande alegria aos fãs.”



Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

“Se eu começar o jogo, serei o primeiro árbitro da Seleção Brasileira. Será como se eu fosse o primeiro jogo como profissional na vida. Tenho que fazer o meu trabalho, respeitando cada parceiro na minha posição. Quero agarrar o máximo possível e ter personalidade. Quem usa essa camisa merece. Quero dar muita alegria aos fãs ”, declarou.

“Ainda não sei qual time vai começar, mas se meu nome estiver entre os 11, vai ser marcante na minha vida, o primeiro jogo oficial com a seleção. Estou muito feliz por estar nesse ambiente. Agora tenho que me preparar. Grandes times qualidade. Será muito marcante e gratificante começar a partida entre os onze. Será marcante para o resto da minha vida “, acrescentou.

Renan Lodi destacou ainda que o “segredo” para assinar pela Seleção Brasileira é trabalhar muito, ter uma boa atuação no clube e “ter muita personalidade para jogar”.

“Pretendo fazer meu nome aqui na seleção nacional trabalhando muito, respeitando meus companheiros que estão lutando pela posição. Estou muito feliz por estar aqui novamente e por estar fazendo quase um ano. Se eu for ruim no clube, não estarei Aqui. Muita personalidade e não ter medo de nada, muita personalidade para jogar “, explicou o ex-jogador do Atlético-PR.

O lateral-esquerdo também gostou da oportunidade de jogar ao lado de jogadores experientes e importantes no cenário internacional do futebol, como o zagueiro Thiago Silva e o atacante Neymar.

“Vi o Thiago Silva na Copa do Mundo. Sempre conversei com o meu avô, que sempre me apoiou no futebol, que queria jogar com ele um dia, com o Neymar. Dividir o mesmo espaço é uma coisa muito legal. Isso te motiva.” É um menino que jogava videogame com meu primo e hoje estou aqui no mesmo espaço ”, finalizou.

Depois de enfrentar a Bolívia, a seleção brasileira enfrenta o Peru, em Lima, no dia 13 de outubro, às 21h (horário de Brasília), pela segunda rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

Deixe o seu comentário

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *