Rúgbi: Portugal venceu o Brasil no retorno às competições após oito meses

Reunião privada realizada em Lisboa.

Neste sábado, a seleção portuguesa de rúgbi venceu o Brasil por 30-10 em jogo privado em Lisboa, que marcou o retorno dos lobos à competição oito meses após o fim da atividade determinada pela pandemia covid-19.

Portugal chegou ao intervalo com uma vitória por 8-0, mas consolidou a vantagem num segundo tempo que foi unidirecional, apesar da tarde um tanto enfadonha da dupla de meio-campistas, finalmente superar o “Tupis” com cinco tentativas contra um.

Duarte Diniz fez o primeiro toque de golo aos três minutos, após um bom arranque individual de António Cortes, que resultou na prova do talonador português, antes de Jerónimo Portela, de grande penalidade (26), marcar o marcador a 8-0 . viria para descansar.

O Brasil reduziu no início do segundo tempo, com pênalti de Moisés Duque (48), mas Portugal aproveitou o cartão amarelo para Cléber Dias (52), que deixou os visitantes em desvantagem numérica por 10 minutos.

O pilar David Costa (55) fez o segundo ensaio na parte da tarde (13-3) e Nuno Sousa Guedes (58) deixou os “Tupis” em grandes dificuldades com o terceiro toque de golo (18-3), após um grande compreensão do jogo entre Manuel Cardoso Pinto e Tomás Appleton, que “serviu” ao experiente advogado.

Já na igualdade numérica, Rafael Simões (66), num “maul” dinâmico bem armado pelos portugueses, caiu para a zona de teste oposta (23-2), e Thibault Freitas (70) fez a última prova de português, transformada por João Lima (30-3).

Com o triunfo assegurado, Portugal acabou por consentir na prova de honra ao Brasil, de Mateus Cláudio (75), num dinâmico “maul” montado nos últimos cinco metros portugueses.

As duas equipes se reencontram no dia 28 de novembro, às 15 horas, novamente no Campo A do Centro de Alto Rendimento Jamor.

Jogo no campo do A do CAR do Jamor, em Oeiras.

Portugal – Brasil, 30-10.

No intervalo: 8-0.

Sob arbitragem de nacionalidade e nome do árbitro, as equipes se alinharam:

– Portugal: David Costa, Duarte Diniz, Diogo Ferreira, José Madeira, Rafael Simões, Valentim Ambrósio, David Carvalho, Thibault Freitas, João Belo, Jerónimo Portela, António Cortes, Tomás Appleton, José Lima, Raffaele Storti e Manuel Cardoso Pinto ..

Também a jogar: Hugo Mendes, Nuno Mascarenhas, Bruno Rocha, Duarte Torgal, Manuel Picão, Nuno Sousa Guedes, João Lima e Pedro Lucas.

Ensaios (5): Duarte Diniz (03), David Costa (55), Nuno Sousa Guedes (58), Rafael Simões (66 “), Thibault Freitas (70).

Conversões (1): João Lima (71).

Penalidades (1): Jerónimo Portela (26).

Treinador: Patrice Lagisquet

– Brasil: Lucas Abud, Endy Willian, Wilton Rebolo, Gabriel Paganini, Cléber Dias, Matheus Augusto, Adrio Luiz, André Arruda, Douglas Rauth, Lucas Spago, Daniel Silva, Moisés Duque, Felipe Sancery, Robert Tenório e Daniel Sancery.

Também jogando: Caíque Silva, Yan Rosetti, Matheus Rocha, Michael Moraes, Rafael Teixeira, Felipe Gonçalves, Josh Reeves, Laurent Bourda.

Ensaios (1): Mateus Cláudio (75).

Conversões (1): Josh Reeves (76).

Penalidades (1): Moses Duke (48).

Treinador: Fernando Portugal

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Cléber Dias (52).

Presença: jogo realizado à porta fechada devido à pandemia covid-19.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *