Santa Cruz domina o 1º tempo, cai no desempenho no 2º e empata com Brusque

A esperada estreia do Santa Cruz na fase decisiva da Série C não seguiu o caminho esperado pelos coros. Apesar de dominar boa parte do jogo, o Tricolor não conseguiu deixar o zero contra o Brusque e voltou ao Recife com apenas um ponto na bagagem. Em Santa Catarina, os corais pareciam mais alertas que nas últimas partidas, mas caíram muito nas substituições e encerraram a partida pressionados. Agora, o Pai Natal regressa a campo às 17h de sábado, para receber o Vila Nova, em Arruda.

O JOGO

Desde o início do jogo, o Papai Noel está mais agressivo. Procurando dominar o jogo, o Tricolor aproveitou os espaços que Brusque deixou e teve mais ataque. A liberdade foi tão grande que a primeira grande chance surgiu com o lateral Toty aparecendo na pequena área, como um centroavante, para desviar um centro de Pipico para o poste.

O Tricolor se manteve ativo e jogando praticamente sozinho durante toda a fase inicial, tanto que a primeira finalização de Brusque veio somente aos 29 minutos, e de fora da área. Dois minutos depois, uma cruz Ronaell explodiu da barra transversal do Tricolor. A partir daí, porém, Santa Catarina cresceu e sofreu mais algumas jogadas, apostando na velocidade, mas o perigo real só veio com o Santa, no chute de Paulinho, nos minutos finais.

SEGUNDO TEMPO

Após o intervalo, pouca coisa mudou. A bola continuou com o domínio do Papai Noel, que tomou as rédeas do jogo em busca de espaços no ataque. Com Brusque atuando mais para trás, tentando fechar as linhas de defesa, o Tricolor também buscou os chutes e bolas paradas. Com dificuldades, aos 20, Brusque renovou seu setor ofensivo e seguiu em frente com tudo, em busca do gol. Com um novo gás, o time catarinense cresceu.

Ali mesmo, um chute frontal de Zé Mateus forçou a defesa de Maycon Cleiton. Antes dos 30, o Papai Noel ainda conseguiu equilibrar as redes quadricromáticas, mas o árbitro assinalou falta ofensiva de Pipico no início do jogo. Lá, porém, foi uma chegada isolada do Papai Noel, que caiu na receita com as mudanças e encerrou o jogo sob o amplo domínio de Brusque.

FOLHA DE JOGO

Brusque 0

Ruan Carneiro; João Carlos (Edílson), Everton Alemão, Claudinho e Ronaell (Neguette); Guilherme Escuro (Índio), Rodolfo Potiguar e Zé Mateus; Maurício Garcez, Jefferson Renan (Marco Antônio) e Thiago Alagoano. Treinador: Jerson Testoni.

Santa Cruz 0

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Perí; Paulinho (André), Bileu, Tinga (Leonan) e Didira (Jeremias); Lourenço e Pipico. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque / SC

Cartões amarelos: Rodolfo Potiguar, Ronaell, Claudinho (BRU), Perí, Bileu e Danny Morais (SAN)

Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *