Seleção feminina de vôlei recebe técnico estrangeiro

A Federação de Voleibol da Gâmbia, sob a orientação e apoio de HE Tijan Jaiteh, apresentou o técnico italiano Roberto Farinelli como o novo técnico da seleção feminina de vôlei no domingo.

O novo técnico deve orientar a seleção feminina nos próximos quatro anos. Como parte de sua gestão, ele ajudaria a equipe a se classificar e se preparar para os campeonatos internacionais.

Falando durante uma coletiva de imprensa ontem, Tijan Jaiteh expressou o prazer de estar associado ao vôlei, acrescentando que sua nomeação como embaixador do esporte é um papel especial para ele.

“Espero mais colaborações com a Federação de Voleibol da Gâmbia e outras federações do país”, disse ele.

Ele acrescentou que antes de sua nomeação como Embaixador do Esporte, seu foco era o desenvolvimento de todos os esportes no país.

Explicou que após a sua recente nomeação, contactou amigos em Itália para discutir o desporto gambiano e, com o apoio do presidente da Federação Gâmbia de Voleibol, conseguiu contratar os serviços do treinador.

Segundo ele, seu objetivo é dar oportunidades iguais de desenvolvimento a todas as associações e federações esportivas do país.

Bai Dodou Jallow, presidente da Federação de Voleibol da Gâmbia, descreveu o dia como muito importante e especial para o voleibol da Gâmbia.

“Isso é muito importante para nós, embora tenhamos crescido ao longo dos anos com grande desenvolvimento, principalmente quando se trata de jogadores jovens, homens e mulheres. O resultado do nosso time de vôlei masculino e feminino tem sido ótimo até no nível internacional ”, disse.

Ele observou que eles tiveram um tremendo sucesso sem um treinador estrangeiro e espera ganhar ainda mais agora com o novo treinador.

Jallow disse ainda que para alcançarmos um sucesso ainda maior nas competições internacionais é necessário ter um treinador técnico e qualificado em meio aos bons treinadores que já temos no país.

Segundo ele, ter um técnico italiano de vôlei no time feminino é um incentivo moral para a federação de vôlei e também para a equipe.

Ele também disse que a Itália é um dos países mais desenvolvidos no que diz respeito ao voleibol do mundo e, como tal, ter um treinador italiano iria desenvolver ainda mais o voleibol da Gâmbia.

“A liga italiana de vôlei é a liga número um do mundo. Todos os melhores jogadores do mundo, do Brasil, França, entre outros, convergem na Itália para fazer sua carreira profissional no vôlei ”, continuou.

Por isso, disse que é um grande avanço para a Gâmbia trazer o seu pessoal técnico da Itália.

Mariama Sowe, capitã da seleção feminina de vôlei agradeceu a Tijan Jaiteh por ter contratado um técnico estrangeiro para eles.

Sobre o técnico Roberto Farinelli

Roberto Farinelli é um treinador de voleibol de alto calibre que trabalha há mais de 18 anos. Atualmente é técnico da Série B de Voleibol da Itália (Segunda Divisão).

Ele tem uma vasta experiência trabalhando com seleções de outros países europeus, como a seleção eslovena de vôlei, e uma curta passagem pela Turquia. Ele também possui uma riqueza de conhecimento e experiência no desenvolvimento de jovens e no desenvolvimento de jovens jogadores.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *