Skin Realme UI 2.0 é lançado com foco na personalização e no modo escuro aprimorado

Muitas empresas já começaram a trabalhar em uma nova geração de suas interfaces baseadas no recém-lançado Android 11, casos de Samsung, Como Uma interface de usuário 3.0, e Oppo, com ColorOS 11. Nesta segunda-feira (21), durante evento de lançamento dos novos Narzo 20 e 20A, o Eu de verdade levou algum tempo para falar sobre a nova versão de seu pele baseado no novo Android, Realme UI 2.0.

Foco na personalização

A empresa não detalhou todas as novidades da nova interface, mas já podemos ter uma ideia do objetivo do Realme com o lançamento: permitir ao usuário personalizar totalmente o smartphone. Dependendo da marca, a versão 2.0 do pele É o “sistema operacional mais aberto de todos”, fornecendo suporte para inicializadores de terceiros e pacotes de ícones.

Além disso, várias funções presentes no Realme 2.0 já haviam sido adotadas pelo ColorOS 11 da Oppo, uma vez que as duas empresas pertencem ao grupo chinês BBK Electronics. Um novo recurso muito bem-vindo do Realme UI 2.0 são as diferentes opções de modo escuro, que permitem ao usuário definir entre três intensidades de preto.

Realme UI 2.0 traz alguns recursos do ColorOS 11 (Foto: Divulgação / Realme)

Outra nova função da interface é chamada Tema global, que dá ao usuário a liberdade de definir entre cinco tipos de cores (e suas variantes) e 10 cores exclusivas, como destaques do telefone, como ícones de configurações, pastas e botões.

Ou modo Visor sempre ativo, que mostra informações básicas sobre o aparelho com a tela “desligada”, também traz novidades, como a possibilidade de criar sua própria arte de exibição.

Os usuários poderão definir a intensidade do modo escuro (Foto: Divulgação / Realme)

Segurança e novos recursos

Para a segurança e privacidade do usuário, Realme UI 2.0 traz um pacote de funções de proteção de dados chamado Privacidade em águas profundas. Com ele, a empresa garante que os usuários terão suas informações pessoais protegidas contra possíveis vazamentos, além de disponibilizar uma pasta privada para armazenar arquivos confidenciais. Os pagamentos feitos pela interface também estarão protegidos de atividades suspeitas, garante a empresa.

Novos recursos de segurança adicionam uma camada extra de proteção para arquivos e informações (Foto: Divulgação / Realme)

Outra novidade é a função Clonador de sistema, permitindo que você separe a interface em duas e alterne facilmente entre elas. Assim, o usuário pode definir um perfil para projetos profissionais ou acadêmicos e outros pessoais.

Em relação à multitarefa, o Realme UI 2.0 trouxe o recurso Janela flutuante e mini janela, que, como o nome indica, minimiza os aplicativos abertos e os exibe na tela ao mesmo tempo, além da possibilidade de compartilhar screenshots de filmes e programas de TV com outras pessoas com legendas.

Novos recursos de multitarefa no Realme UI 2.0 (Foto: Divulgação / Realme)

Realme UI 2.0: dispositivos suportados

A Realme não disse quais dispositivos receberão a nova interface, mas os novos Narzo 20 e 20A serão os primeiros a serem lançados. pele. Além disso, a linha X50 topo de linha também deve receber as notícias a partir de 24 de setembro no beta fechado. O beta aberto estará disponível no final de outubro, e a versão estável será lançada apenas no final de novembro.

Fonte: Canaltech

Tendência sem Canaltech:

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *