Tatum e Brown lideram o Celtics, que venceu o Heat e forçou o Jogo 6 da Final Oriental | nba

Para os jogadores comandados pelo técnico Brad Stevens, a palavra de ordem na sexta-feira foi sobrevivência. Atrás na final do Leste por 3-1, o Boston Celts Ele teve que jogar deixando o coração na quadra, e eles fizeram isso principalmente no segundo tempo. O resultado não decepcionou seus fãs apaixonados. O time teve um jogo marcado pela superação, e com os protagonistas de Jayson Tatum e Jaylen Brown, venceu Miami Heat 121-108 para forçar o jogo 6 da série. Agora, o sonho de jogar uma final novamente vive. O próximo jogo entre as equipes é domingo às 20h30, e o Heat só precisa de uma vitória para avançar.

Boston Celtics x Miami Heat – Jogo 5 – Foto: Nathaniel S. Butler / Getty Images

Desde o início, a noite não parecia muito promissora para o Celtics. A equipe cometeu mais erros do que o Heat, lutou na batalha de rebotes, jogou mal, e Jayson Tatum não foi tão brilhante quanto deveria. Heat jogou solto, sem peso ou pressão, com Duncan Robinson calibrado e Jimmy Butler proativo. Mas essa foi apenas a história do primeiro semestre.

Nos dois últimos trimestres, Jayson Tatum (17 pontos no terceiro quarto) e Jaylen Brown cresceram, a equipe voltou do vestiário com mais entusiasmo, senso de urgência e principalmente uma defesa acirrada contra o Heat.

Boston também venceu a batalha de rebote (50-38). A equipe da Flórida simplesmente não tinha respostas para os ajustes de Brad Stevens, e no domingo eles precisarão ser mais consistentes se quiserem evitar o jogo 7.

Boston Celts
Jayson Tatum – 31 pontos, 10 rebotes, 6 assistências, 1 roubo de bola
Jaylen Brown: 28 pontos, 8 rebotes, 2 assistências, 1 roubado
Daniel Theis – 15 pontos, 13 rebotes, 1 assistência e 3 bloqueios
Kemba Walker – 15 pontos, 2 rebotes, 7 assistências e 1 roubo de bola
Marcus Smart: 12 pontos, 8 rebotes, 8 assistências e 4 roubos de bola

calor de Miami
Goran Dragic – 23 pontos, 4 rebotes e 4 assistências
Duncan Robinson – 20 pontos, 2 rebotes, 1 roubo de bola
Jimmy Butler: 17 pontos, 8 rebotes, 8 assistências, 1 roubo de bola e 1 toco
Jae Crowder – 14 pontos, 6 rebotes, 3 assistências, 1 toco
Bam Adebayo – 13 pontos, 8 rebotes, 8 assistências, 1 roubado e 1 coto

Verde é a cor da esperança
A última vez que o Boston perdeu por 3 a 1 em uma série de playoffs e voltou foi em 1981, contra o Philadelphia 76ers, também nas finais do Leste. Os Celtics foram campeões sobre os Rockets.

Cuidando bem da bola
No jogo 4, o Celtics e o Heat haviam cometido 64 e 45 turnovers, respectivamente. Um abismo que foi evitado no jogo desta sexta-feira, com o Celtics cometendo apenas 11 desperdícios contra 13 do Heat.

Terror nas bolas de três
O Heat teve um uso de arremesso de 19% (7-36) para três. Considerando um mínimo de 30 tentativas, este é o pior percentual de 3 pontos em um jogo de playoff na história da franquia.

+ Veja a programação completa dos playoffs
+ Confira a classificação das equipes na temporada regular

(5º) Miami – Eliminatória 3 x 2 Boston Celtics (3º)

Jogo 1: Eliminatória 117 x 114 Celtics
Jogo 2: Eliminatória 106 x 101 Celtics
Jogo 3: Celtics 117 x 106 Heat
Jogo 4: Celtics 112 x 109 Heat
Jogo 5: Eliminatória 108 x 121 Celtics
Jogo 6: Domingo (27/09) Celtics x Heat, às 20h30
Jogo 7 *: Heat x Celtics, uma definição

1º quarto: Celtics tem um péssimo início ofensivo e Heat assume a liderança
O tiro aos três pontos deu o tom no início do jogo, com as equipes tentando marcar 8 nos primeiros 3 minutos. O desempenho, porém, foi péssimo, e os times ficaram presos no placar, ultrapassando apenas 10 pontos com 5 minutos de jogo. O Heat foi mais assertivo, teve uma defesa disruptiva e largou pela frente.

Usando medalhões discretos, Duncan Robinson aproveitou seu momento de liderança enquanto liderava o ataque da equipe. O Celtics lutou para vencer a defesa do Heat e viu seus rivais se afastarem no placar. A equipe conseguiu reagir com Kemba e Brown, mas o Miami se mostrou muito superior e foi para o segundo tempo vencendo por 26 a 18.

2º trimestre – Jimmy Butler cresce e mantém uma boa liderança no Heat
O Miami conseguiu manter a boa liderança construída ao final do primeiro trimestre. Duncan Robinson ainda estava confiante, com o sinal verde de seus companheiros para atacar a cesta. No Celtics, a 8 minutos do intervalo, nenhum jogador havia ultrapassado os 5 pontos. O Heat não era muito bom no ataque, mas era facilmente melhor do que o Celtics.

No meio do trimestre, o Heat abriu sua maior vantagem da noite, 12 pontos. Uma enterrada enfática de Brown reduziu a diferença para 7 pontos e fez com que o Heat pedisse tempo. Jimmy Butler foi pró-ativo no ataque, defendendo com a precisão de costume, mantendo a liderança do Heat em dois sentidos. No intervalo, o Heat venceu por 58 a 51. Duncan Robinson foi o goleador do jogo com 17 pontos.

3º quarto: aparece a defesa, o Tatum arranca e o Celtics vence
No início do segundo tempo, a defesa do Celtics apertou o Heat, o time da Flórida continuou sem conseguir tirar as bolas e o Boston acertou no placar, empatando a partida. O Heat teve seu pior momento no jogo e travou na produção ofensiva, dando ao adversário a chance de crescer e mudar o jogo.

A cesta de 3 pontos de Jayson Tatum aos 5:39 no final do quarto deu aos Celtics sua maior vantagem no jogo, 8 pontos. Essa vantagem ainda chegou a 11 pontos nos momentos seguintes. Jayson Tatum era pura confiança e liderou o Celtics no ataque com 17 pontos no quarto, enquanto a defesa continuava a dificultar as coisas para o Heat. No final do período, o Boston venceu por 92-83.

Quarto quarto: Celtics mantém domínio defensivo, Tatum e Brown enterram o Heat à noite
No quarto quarto, o Boston teve a competição para aumentar a liderança no placar, e com duas cestas seguidas de Jaylen Brown, o time abriu 14 pontos na frente. A bola do Heat fez questão de não cair. Dragic cometeu sua sexta falta a pouco mais de 4 minutos do final, e tudo que o Boston precisava fazer era construir uma vantagem de 14 pontos nos minutos finais. Jayson Tatum e Jaylen Brown seguiram, e Boston venceu facilmente.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *