Técnico Adriano Rodrigues conta o que mudou no CSA para conquistar o Cruzeiro: “Agressão” | csa

Após a vitória de CSA No Cruzeiro, 3 a 1, o técnico Adriano Rodrigues falou sobre o desempenho da equipe neste sábado. Ele disse o que fez ao Azulão para vencer o Fox e sair da lanterna da Série B.

– Tivemos uma conversa muito boa na conferência, mostramos a importância de jogar contra uma grande equipe como o Cruzeiro, mas destacamos que Seria muito importante para a equipe ser mais agressiva na hora de marcar. Por isso tentamos ser mais agressivos na marcação, conseguimos fechar os espaços pelo meio e saímos com essa grande vitória – explicou Adriano, que vai passar a posição para o técnico Mozart Santos na próxima segunda-feira.

Adriano Rodrigues liderou o CSA na vitória sobre o Cruzeiro – Foto: Augusto Oliveira / Ascom CSA

Atuando no cargo, o treinador comentou sobre a importância da vitória para sua carreira.

– É muito importante (esse resultado para mim), principalmente o apoio da diretoria no meu trabalho. Na partida contra o Freipaulistano fiquei na arquibancada torcendo. Deus faz coisas tremendas e hoje liderei o time profissional contra o Cruzeiro. O grupo acolheu a ideia da minha participação, a equipa era muito forte e pedi-lhes que jogassem com alegria. Isso foi o principal para sairmos com esta grande vitória.

O CSA saltou para a 18ª colocação – Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

Mais uma vez, o CSA sofre um gol na Série B. Adriano Rodrigues falou sobre como tentou neutralizar o rival para sair de campo sem vazar.

– Fizemos o melhor para posicionar a equipe, sabíamos que tínhamos pouco tempo para trabalhar, sabíamos também da força do Cruzeiro nas laterais, então tentamos baixar um pouco as linhas … Infelizmente, foi uma decisão errada. na largada (gol do Matheus Pereira), mas temos treinado muito para corrigir os erros que ocorreram nas últimas partidas.

Veja outros trechos do coletivo

  • Como você configurou o posicionamento?

– Sabíamos da qualidade da equipe do Cruzeiro, por isso procuramos congestionar o ambiente e deixar a equipe agressiva. Em outros jogos, o povo após perder era nulo. Então tentei passar para ter um efetivo pós-perda de bola, fazer mais faltas no campo oposto e segurar essa bola o máximo possível no campo de ataque.

“Baixei as linhas para evitar as bolas longas nas pontas do Cruzeiro e graças a Deus funcionou e saímos com esta grande vitória.”

  • De onde o CSA tirou forças para terminar os sete jogos rápidos?

– Acho que o grupo tem qualidade, e o principal fator foi a forte marcação, jogando um para o outro, buscando aquele preenchimento de espaços, que não esteve presente nos outros jogos e a pressão pós-derrota para não deixar o Cruzeiro jogar . qualidade.

CSA reduziu espaço do Cruzeiro – Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

  • O elenco está fisicamente doente?

– A equipe tem mostrado que não está mal fisicamente. O principal fator da vitória foi que ajustamos as linhas, elas estavam um pouco distantes e por isso, nos outros jogos, tivemos mais desgaste. Então tentamos fazer outro posicionamento, principalmente preenchendo o meio-campo para ter esse controle de bola. Passamos pouco tempo com a bola no último terço de campo e agora melhoramos esse trabalho para ter mais posse de bola e assim não desgastar muito a equipe.

CSA venceu o Cruzeiro com três gols de cabeça – Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

Com a vitória sobre o Cruzeiro, o CSA chegou a sete pontos e saltou para a 18ª colocação na tabela (com um jogo a menos). O próximo jogo do Azulão está marcado para o próximo sábado, às 16 horas, frente ao Juventude.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *