Técnico do Atlético admite falta de competição contra o Internacional

A técnico eduardo barros Ele afirmou que o Atlético não está sendo competente no ataque para traduzir as situações criadas em gols. O furacão foi para o Beira-Rio, teve chances de sair com pelo menos um empate contra o Internacional, mas sofreu nova derrota no Brasileirão.

“Não gosto de dizer a expressão castigo. Prefiro dizer que faltou competição para transformar as oportunidades que criamos em gols ”, disse o treinador em entrevista coletiva.

“Vir aqui no Beira-Rio, contra um dos times mais bem colocados, e criar seis chances de gol é um bom volume. Pode ser pelo menos metade deles um gol. Não é um castigo, mas talvez a nossa falta de competição. Precisamos, o quanto antes, melhorar nesse aspecto ”, reforçou.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Agora, o Atlético tem um confronto direto com o Corinthians para fugir da zona de rebaixamento do Brasileirão. A partida desta quarta-feira (14), às 21h30, enfrenta o Huracán, 15º colocado, contra o Corinthians, titular do ZR. Ambos têm 15 pontos.

Para o treinador, Hurricane precisa melhorar seu desempenho ofensivo se quiser sair vitorioso do confronto. O Atlético, vale lembrar, tem o segundo pior ataque da competição, com apenas 11 gols marcados.

+ Internacional x Atlético: Huracán retrocedeu no Brasileiro

“Temos que continuar trabalhando e insistindo. Como regra geral, na maioria dos jogos, já existem 11 sob meu comando, temos mais apresentações e mais oportunidades. Alguns resultados foram positivos, outros não. Talvez se tivéssemos marcado hoje, estaríamos comemorando este ponto e a vitória seria de um bom tamanho. Lomba fez dois milagres. Também tivemos uma bola na trave ”, lembrou Barros sobre as chances criadas.

“Então, é trabalho, insistência e fé, porque o caminho está marcado. Apesar do primeiro momento ruim contra o Ceará, o time está sendo superior ao rival tanto dentro quanto fora ”, acrescentou.

O Atlético precisa melhorar o desempenho para atingir o “número mágico”

Projetando para os mágicos 45 pontos de permanência na Série A, o Atlético precisa melhorar seu desempenho na competição. Com 15 pontos em 14 jogos, o Hurricane tem em média menos de 1 ponto por jogo e uma taxa de sucesso de 35,7%. Para chegar a pelo menos metade dos pontos nesta primeira rodada, o Hurricane precisa de mais oito pontos em cinco jogos. Ou seja, pelo menos duas vitórias e dois empates.


O Tribune precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia COVID-19, aumentamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e relatórios positivos que lançam alguma luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda no faturamento do nosso jornal, por isso contamos com a sua ajuda para darmos continuidade a esse trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Vamos ajudar?


You May Also Like

About the Author: Ivete Machado Castilho

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *