Tiago Nunes faz uma avaliação “ruim” do Corinthians, olha para o futuro e diz: “Costumo desistir” corinthians

Técnico Corinthians, Tiago Nunes fez uma análise de Derrota por 2 a 0 no Palmeiras, nesta quarta-feira à noite, no Neo Química Arena, em Itaquera. O técnico disse que não tem o hábito de abrir mão de seus cargos e lamentou o mau momento técnico da equipe.

O treinador disse que confia na palavra da gestão para se manter na posição, mas frisou que é possível, sim, que em algum momento haja uma troca. Recentemente, o presidente Andrés Sánchez admitiu que a pressão para mudar de treinador é “insuportável”, mas negou que pretenda despedir Tiago sem dar tempo ao trabalho para evoluir.

– Sou um profissional do qual não costumo desistir. Estou fazendo tudo que posso para ganhar a confiança de todos. Eu confio no que a gestão disse (sobre não mudar de treinador). Mas isso não significa que não possa haver mudanças. Temos que nos concentrar no próximo jogo. Vou buscar soluções caseiras para encontrar uma melhoria de comportamento que represente a camisa do Corinthians – disse Tiago Nunes.

Tiago Nunes em ação durante Corinthians x Palmeiras – Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Tiago também foi sincero ao falar da falta de confiança da maioria dos fãs no seu trabalho. O treinador reconheceu os erros e disse que não pode exigir a confiança de Fiel neste momento.

– Não posso condicionar a multidão a nada. Eles têm a capacidade de pensar por si próprios. Tenho que tentar continuar fazendo meu trabalho. Não posso exigir confiança de mim ou da equipe neste momento. Ainda mais depois de perder um clássico em casa, mesmo com um a menos na maioria das vezes. Só com vitórias irei corresponder a essa expectativa. É para continuar trabalhando – completou Tiago.

Questionado sobre sua avaliação do momento corinthiano, ele também não hesitou:

– Ruim. Não é o que gostaríamos. Também sabemos que hoje o Corinthians, assim como outras equipes que têm um ponto forte na torcida, não temos esse apoio. Sofremos muito com problemas de comportamento, erros na tomada de decisões, às vezes até um erro básico de chegar na hora, de acreditar mais. Coisas que fazem o oponente se sentir confortável por dentro. É preciso procurar pontos externos para compensar esse nivelamento técnico por falta de ventiladores.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Fluminense, às 16h (horário de Brasília), no Maracanã, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Melhores momentos: Corinthians 0 x 2 Palmeiras pela 9ª rodada do Brasileirão 2020

Veja outras respostas de Tiago Nunes:

– Sem dúvida, essa jogada foi decisiva para o andamento do jogo. Ao mesmo tempo que foi expulso, também sofremos o golo. A peça foi um erro de Fagner. Mesmo que a bola tenha ido para o gol, você não pode colocar sua mão na bola, é provável que ela seja expulsa. Um a menos em um clássico, contra um time classificado, é complicado. Procurámos manter os dois avançados à frente, mas o segundo golo foi decisivo para o resultado final e para a ambição que tínhamos no final do jogo.

Resumo do jogo com um a menos

– Manter um a menos neste contexto é difícil. Sofremos o outro gol no contra-ataque tentando atacar o Palmeiras. Tivemos uma situação na área do Palmeiras com escanteios, segundas bolas, mas é difícil substituir o placar por uma a menos. O Palmeiras não teve muita exposição no segundo tempo, nos deram a bola, tivemos dificuldade de nos infiltrar na área porque havia menos jogadores e chegada. Era difícil equilibrar o jogo com um jogador a não ser o Palmeiras.

Futuro após o jogo da gripe

– Esta questão deve ser dirigida à administração do clube. Desde que chegamos temos nos dedicado muito, tentando criar formas de mudar uma estrutura que se estabeleceu há muito tempo. Apostando fortemente numa base de jogadores que está no clube há algum tempo, jogadores que não são utilizados há muito tempo, tentámos dar uma oportunidade. Com o passar do tempo, percebemos que não haveria um grande investimento em atletas, então temos que buscar soluções em casa. Mas essa questão de ficar ou não no jogo contra o Fluminense tem que ser endereçada à direção do clube.

– Ter torcida, e é sabido que a torcida do Corinthians transforma o ambiente, então faz muita falta. Os torcedores do Corinthians transformam um time mediano em um grande time, mantendo o nível de alerta dos jogadores muito alto. Só vi dois estádios com essa potência, aqui e no Boca Juniors Bombonera. A torcida aqui é uma grande falta, eles pressionam o rival.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *