Tiroteios em Viena, Áustria, mortos e feridos; Primeiro Ministro fala sobre ataque terrorista | Mundo

Uma série de tiroteios que começou perto de uma sinagoga na capital austríaca, Viena, matou três pessoas e feriu várias na segunda-feira. De acordo com a polícia local, um dos mortos foi considerado suspeito. O primeiro-ministro austríaco, Sebastian Kurz, classificou a ação como uma ataque terrorista.

Veja no VÍDEO acima as imagens de um dos tiroteios em Viena

Policiais bloqueiam a rua perto de Schwedenplatz após um tiroteio em Viena na noite de segunda-feira. – Foto: REUTERS / Lisi Niesner

Segundo a polícia de Viena, os tiroteios começaram por volta das 20h (horário local, 16h em Brasília) nas proximidades da rua Seitenstettengasse, onde fica a sinagoga. Templo da cidade e fica perto de vários bares (leia mais no final da história). A polícia também disse que os tiroteios ocorreram em seis locais diferentes. Ainda de acordo com as autoridades locais, os criminosos estariam armados com rifles.

O Ministério do Interior disse que pelo menos uma pessoa foi presa e um dos perpetradores está foragido.

De acordo com o prefeito Michael Ludwig, 15 feridos precisam de assistência em hospitais da cidade e sete deles estão em estado grave. Ele ainda disse que, Além do agressor, uma pessoa (cujo gênero ele não identificou) morreu no local de um dos disparos e uma mulher morreu em um hospital.

Até a última atualização deste relatório, não havia informações sobre a identidade dos mortos ou dos suspeitos de participação no ato terrorista. As autoridades também não descartam mais vítimas.

Nas redes sociais, a polícia de Viena pediu às pessoas que ficassem em casa porque, na segunda-feira à noite, a operação de busca ainda estava em curso. O sistema de transporte público foi interrompido e não haverá aulas na terça-feira.

Em entrevista à emissora ORF, o ministro do Interior, Karl Nehammer, pediu cautela porque os criminosos ainda procurados são perigosos e “fortemente armados”.

“Trouxemos várias unidades de forças especiais que agora procuram suspeitos de terrorismo. Portanto, não vou limitar [as áreas de busca] apenas para Viena, porque são criminosos móveis “, disse ele.

‘Ataque terrorista repulsivo’

A polícia está bloqueando uma rua perto de Schwedenplatz após um tiroteio em Viena na noite de segunda-feira. – Foto: REUTERS / Leonhard Foeger

Nas redes sociais, o primeiro-ministro Kurz disse que o país passou por “tempos difíceis”. “Nossa polícia tomará medidas importantes contra os criminosos que participaram deste ataque terrorista repulsivo“, escrevi.

“Estou feliz que nossos policiais foram capazes de matar um criminoso”, disse Kurz.

O primeiro-ministro também anunciou que as Forças Armadas austríacas tomarão o lugar da Polícia de Viena na proteção do patrimônio. “Todo o país pensa nas vítimas, nos feridos e nas suas famílias, a quem expresso as minhas mais profundas condolências”, completa a mensagem.

MAP – Tiroteios perto da sinagoga de Viena – Foto: G1 Mundo

Os tiroteios aconteceram perto de uma sinagoga de Viena. Oskar Deutsch, um dos representantes da comunidade judaica na Áustria, disse nas redes sociais que ainda não sabia se o templo era o alvo do ataque; segundo ele, o local estava fechado na hora da ação.

Em entrevista à Associated Press, o rabino Schlomo Hofmeister disse que viu pelo menos uma pessoa atirando em pessoas sentadas do lado de fora dos bares da área. Esta é a última noite antes de uma paralisação na Áustria para conter o avanço do novo coronavírus.

“Eles atiraram pelo menos 100 vezes em frente ao nosso prédio”, relatou o rabino.

O motivo do ataque ainda não é conhecido e se está relacionado a outros ataques recentes, como os da França. Por exemplo, na semana passada, três pessoas foram mortas em uma ação terrorista em Nice.

De acordo com a France Presse, a vizinha República Tcheca iniciará os controles de fronteira com a Áustria para ajudar nas investigações.

Em nota, o Itamaraty informou que não possui registro de brasileiros feridos no ataque e disse que “o governo brasileiro estende sua solidariedade às pessoas atingidas, bem como ao governo e ao povo austríaco”.

“O Brasil expressa mais uma vez seu firme repúdio a toda e qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação, e reafirma sua determinação em trabalhar com todos os parceiros para erradicar esse flagelo”, diz a nota do Itamaraty.

VÍDEOS: os mais vistos do G1 nos últimos 7 dias

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *