Uber Eats e Cufa levantam doações para moradores de favelas

Uber Eats e Cufa levantam doações para moradores de favelas

A Central Única das Favelas (Cufa) firmou parceria com a Uber Eats para doar cestas básicas e kits de higiene a comunidades carentes afetadas pelo novo coronavírus em cinco capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Curitiba e Porto Alegre .

Qualquer pessoa pode doar através da loja online “Community Moves Us”, disponível no aplicativo Uber Eats. Basta entrar e escolher entre alimentos e produtos de higiene.

Para ajudar, a pessoa entra no aplicativo Uber Eats, pesquisa a loja “A comunidade nos move”, seleciona os produtos que deseja doar e finaliza a compra.

Segundo o consultor da Uber, o usuário não precisa fazer alterações no endereço de entrega. A Uber receberá o pedido e o entregará diretamente nos centros de distribuição da Cufa.

Vulnerabilidade

O fundador da Cufa, Celso Athayde, observou que as favelas brasileiras sofrem muito com as medidas de isolamento adotadas devido à nova pandemia de coronavírus e são mais vulneráveis.

Portanto, ele avaliou que “é essencial fortalecer a rede de apoio do Cufa por meio de associações, para trazer itens básicos de comida e higiene a essas pessoas, incentivando-as um pouco neste momento da pandemia”, disse Athayde.

A Cufa entregará as cestas nas próximas semanas nos centros de distribuição coordenados pela entidade nas cinco capitais.

Cufa

A Central Única das Favelas foi criada há 20 anos, no Rio de Janeiro, a partir da união de jovens de várias favelas que procuravam espaços para expressar suas atitudes, perguntas ou simplesmente sua vontade de viver.

Esta é a maior organização não governamental (ONG) focada em favelas no Brasil e está presente em mais de 15 países. A ONG é reconhecida nacional e internacionalmente nas esferas política, social, esportiva e cultural.

Com associações, apoio e patrocínios, a Cufa é um centro de produção esportiva e cultural desde 1999, promovendo a integração e a inclusão social.

A entidade treina e informa os cidadãos de São Paulo, Rio de Janeiro e outros 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, e países como Bolívia, Alemanha, Chile, Hungria, Itália e Estados Unidos.

Os profissionais que trabalham em Cufa são, em grande parte, jovens treinados nas oficinas de treinamento e profissionalização nas bases da instituição, oriundos dos estratos menos favorecidos da sociedade, a maioria dos quais vive em comunidades carentes.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *