UFRJ desenvolve um ventilador que pode ser produzido em massa

JBr.

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) estão desenvolvendo um protótipo de ventilador pulmonar mecânico para reproduzir de forma massiva, simples, rápida e econômica, com recursos disponíveis no mercado nacional.

Desenvolvida pelo Programa de Engenharia Biomédica do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pesquisa e Pós-Graduação em Engenharia (Coppe), no Laboratório de Engenharia Pulmonar e Cardiovascular da Coppe, a equipe pode ajudar a suprir, em caso de emergência, a crescente busca por hospitais para esses dispositivos, devido à pandemia causada pelo novo coronavírus.

A estimativa é de que, nas próximas semanas, o Brasil precisará de mais de 20.000 ventiladores mecânicos para atender vítimas de coronavírus, principalmente os casos mais graves de falta de ar e falta de ar. A produção atual de ventiladores das empresas brasileiras é de 2.000 por mês e, mesmo com a produção acelerada, essas empresas não serão capazes de atender à demanda esperada.

Para reduzir essa lacuna, os pesquisadores da Coppe iniciaram uma campanha para obter financiamento e parcerias com empresas, instituições públicas e privadas. O objetivo é permitir que o protótipo seja produzido rapidamente e em larga escala. A iniciativa conta agora com a colaboração de pesquisadores de cinco programas de pós-graduação da Coppe, além de outras unidades da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e de outras instituições de pesquisa do país. Várias grandes empresas estão dispostas a ajudar no desenvolvimento, distribuição e financiamento desta iniciativa.

Segundo o professor Jurandir Nadal, chefe do Laboratório de Engenharia Coppe Pulmonar e Cardiovascular, uma versão preliminar do ventilador construído com os recursos disponíveis no laboratório mostrou bons resultados em um modelo físico pulmonar, configurado em condições semelhantes às dos pacientes com insuficiência respiratória .

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.