Um ex-jogador do All Blacks ajudou a resgatar uma baleia na Nova Zelândia e o vídeo gerou polêmica

Um ex-All Blacks ajudou a resgatar uma baleia

Um ex-jogador do Todas as pessoas negras permaneceu no olho da tempestade apesar de ter um bom gesto. Se trata de Ali Williams, campeão mundial com time de rugby a partir de Nova Zelândia no 2011, que ajudou a resgatar uma baleia encalhada em uma praia de seu país. Suas ações foram criticadas por instituições de caridade que protegem esses animais marinhos.

Williams, que se aposentou da atividade profissional com a camisa da Racing 92 a partir de França na temporada 2016/17, ele estava voltando de helicóptero de Baía das ilhas quando viram a baleia encalhada em Cabeças de Mangawhai, uma praia ao norte de Auckland, de acordo com o Arauto da Nova Zelândia.

Acompanhado de Nick Mowbray, fundador da empresa de brinquedos Zuru Inc, eles decidiram ajudar o cetáceo a retornar ao seu habitat natural.

Ali Williams e um grupo de pessoas ajudam a baleia encalhada em Mangawhai Heads, Nova Zelândia (Foto: REUTERS)

“Percebemos o que pensávamos ser um tubarão ou um golfinho na praia ao norte de Auckland … Ao nos aproximarmos, vimos que na verdade era uma baleia.”disse Jaimee Lupton, sócio da Mowbray, em diálogo com Reuters.

Uma vez perto da baleia, Ali Williams, a partir de 39 anos, ele entrou na água com seus companheiros para empurrar o animal para a água. Sua intenção era logicamente salvar a baleia, algo que algumas crianças e salva-vidas da região também tentaram.

Libertamos a baleia com sucesso após cerca de uma hora. Estava quase escuro, então tivemos que nos mover rápido e entrar em ação, caso contrário, poderia não ter sobrevivido. Foi muito emocionante e todos nós torcemos por ele assim que ele nadou para o mar“, Ele disse Lupton.

Ali Williams foi campeão mundial com os All Blacks em 2011 (Foto: Shutterstock)
Ali Williams foi campeão mundial com os All Blacks em 2011 (Foto: Shutterstock)

Mas nem tudo correu bem para o ex Todas as pessoas negras e seus acompanhantes, desde os vídeos veiculados nas redes sociais, onde são vistos todos empurrando e puxando a baleia para que ele possa nadar livre, eles provocaram o repúdio a uma instituição de caridade chamada Projeto Jonah.

Em sua página no Facebook, a entidade criticou as técnicas utilizadas. “O vídeo mostra membros do público usando uma corda ao redor da cauda e arrastando a baleia de volta… para levá-la a águas mais profundas. Isso é incrivelmente perigoso não apenas para os resgatadores, mas pode causar danos significativos à baleia. Embora entendamos o desejo de levar a baleia para águas mais profundas, é importante que isso seja feito corretamente e com segurança”, Escreveram da organização.

CONTINUAR LENDO:

You May Also Like

About the Author: Edson Moreira

"Zombieaholic. Amadores de comida amadora. Estudioso de cerveja. Especialista em extremo twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *