Uma brasileira usou médiuns falsos para roubar mais de US $ 150 milhões em arte de sua mãe

Filmes de assalto precisam de uma chance. Por muito tempo, os filmes de assalto/ladrão contaram com as performances de um elenco talentoso para compensar os roteiros fracos e complicados que normalmente conduzem o gênero. Para ser justo, não pode ser fácil escrever um filme de assalto inteligente por uma série de razões. Para começar, todas as boas ideias já apareceram na tela. Bem, a maioria das melhores idéias, isso é. Que tal este? Uma mulher brasileira usa uma equipe de falsos médiuns para enganar sua mãe idosa em mais de US $ 140 milhões. Olha, eu te disse que era original.

O esquema elaborado começou quando a mãe idosa Genevieve Boghici tropeçou em uma médium de que sua filha estava sob um “ataque espiritual” que colocaria sua saúde em risco. Vítima de suas superstições, Boghici, a viúva de um colecionador de arte, começou a se envolver com outros médiuns para combater a doença de sua filha. Acontece que a filha de Boghici contratou o psíquico original e planejou tudo.

A polícia brasileira prendeu uma mulher de 48 anos por suspeita de ter enganado sua mãe de 82 anos em US$ 142 milhões (724 milhões de reais) em obras de arte, joias e dinheiro, informa Leonardo Benassatto para Reuters.

O estranho caso se concentra em Sabine Boghici, que a polícia diz ter planejado um esquema elaborado para roubar pinturas valiosas e outros itens de sua mãe, Genevieve Boghici, esposa do falecido colecionador e negociante de arte. John Boghicique fundou uma das primeiras galerias de arte do Rio de Janeiro em 1961, relata a jornal de arteÉ Gabriela Angeleti.

A polícia do Rio de Janeiro prendeu Sabine Boghici e quatro cúmplices em 10 de agosto; eles continuam a procurar dois suspeitos adicionais. Os sete supostos autores enfrentam acusações de roubo, extorsão, peculato, detenção ilegal e conspiração para cometer um crime.

A polícia diz que a saga começou em janeiro de 2020, quando uma pessoa fingindo ser médium se aproximou de Genevieve Boghici quando ela estava saindo de um banco no Rio de Janeiro e alegou que sua filha morreria em breve a menos que ela recebesse terapia espiritual. Genevieve Boghici começou a transferir dinheiro para o médium para pagar a suposta terapia, relata O país‘Joan Royo Gual.

Genevieve Boghici então visitou vários outros médiuns, que usaram as informações fornecidas por sua filha para roubar mais dinheiro da mulher, segundo a Reuters. A situação se agravou quando os médiuns começaram a ameaçar Genevieve Boghici e sua filha a forçou a ficar em casa. Sabine Boghici demitiu todas as empregadas domésticas de sua mãe e não permitiu que sua mãe usasse o telefone, de acordo com O país. Como ele ficou mais desconfiado, sua filha supostamente reteve comida e segurou uma faca em sua garganta.

Durante esse tempo, Sabine Boghici e seus cúmplices começaram a roubar obras de arte da casa, alegando que as pinturas estavam “amaldiçoadas com algo negativo, com energia negativa que precisava ser rezada”, disse à Reuters Gilberto Ribeiro, policial. polícia. . Ao todo, os suspeitos roubaram 16 pinturas e esculturas, incluindo peças de artistas brasileiros. Cícero Dias, Rubens Alemão, albert guignard S Tarsila do Amaral.

https://www.smithsonianmag.com/smart-news/brazilian-woman-fake-psychics-stolen-art-180980585/

You May Also Like

About the Author: Jonas Belluci

"Viciado em Internet. Analista. Evangelista em bacon total. Estudante. Criador. Empreendedor. Leitor."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.