Vacina Covid no Brasil: saiba como será aplicada em 2021 – Saúde

Idosos com 75 anos ou mais, profissionais de saúde e indígenas serão os primeiros a serem vacinados contra COVID-19 no país, de acordo com a programação apresentada nesta terça-feira, 1º, pela Ministério da Saúde. O governo federal planeja iniciar a imunização em março, mas não há perspectivas de vacinar toda a população até o final de 2021. Ainda não há vacina registrada contra a doença no Brasil. Veja as principais definições do plano:

Como foi definido o plano de vacinação inicial para covid?

A vacinação deve ocorrer em quatro fases de grupos prioritários. Não há previsão de vacinar toda a população no próximo ano, segundo apresentação feita pelo Ministério da Saúde.

Quando deve começar a vacinação?

O Ministério da Saúde informou que a perspectiva é iniciar a vacinação contra a doença em março de 2021 e encerrar a campanha apenas em dezembro, quando está prevista a oferta de doses suficientes para imunizar a população-alvo.

Qual grupo será vacinado na primeira fase?

Trabalhadores de saúde, população idosa com 75 anos ou mais, pessoas com 60 anos ou mais residentes em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena. Aproximadamente 14 milhões de pessoas no total.

Quantas doses estarão disponíveis nesta fase inicial?

Serão 29,4 milhões de doses, considerando duas para cada pessoa e outra perda estimada de 5%. A primeira fase tem duração estimada de cinco semanas. O primeiro grupo da 2ª fase será constituído pelos idosos entre 70 e 74 anos, seguidos das faixas etárias de 65 a 69 anos e de 60 a 64 anos. Serão cerca de 21 milhões de vacinados neste grupo. A terceira fase prevê a imunização de pessoas com mais de 18 anos com comorbidades como diabetes, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, transplante de órgãos sólidos, pacientes com doença falciforme, câncer (diagnosticado em anos ) e obesidade grave (IMC maior que 40). A estimativa para essa fase é vacinar 12,6 milhões de pessoas. Por fim, na 4ª fase da campanha, serão protegidos os trabalhadores das áreas consideradas essenciais: professores do ensino básico ao superior, profissionais de segurança e resgate, funcionários do sistema prisional, bem como a população carcerária. Os grupos somam cerca de 4 milhões de pessoas.

E quem não está no grupo prioritário?

Ainda não há definição sobre a vacinação do restante da população.

Quantas vacinas o Brasil comprou?

O Ministério da Saúde informou que o Brasil já tem 142,9 milhões de doses de vacinas contra o covid-19 garantidas por meio de convênios entre Fiocruz e AstraZeneca (100,4 milhões) e Covax Facility (42,5 milhões). , uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde. O imunizador AstraZeneca, desenvolvido em colaboração com a Universidade de Oxford (Reino Unido), ainda está sendo testado.

Em qual laboratório será aplicada a vacina covid no Brasil?

Isso ainda não está definido. O governo federal tem contrato com a farmacêutica britânica AstraZeneca, responsável pela vacina Oxford. O governo paulista, por sua vez, fechou um acordo com o laboratório chinês Sinovac, responsável pelo imunizante Coronavac. Ambos os produtos estão em fase final de testes.

Já existem seringas e agulhas suficientes para vacinar a população?

O Ministério da Saúde está negociando novas compras de seringas e agulhas para atender a demanda de vacinação contra o coronavírus. Segundo a agência, está em andamento o processo de compra de 300 milhões de seringas e agulhas no mercado nacional para aplicação das dosagens e outras 40 milhões no mercado internacional.

A vacinação contra covid afetará o tempo de administração de outras vacinas?

Segundo o Ministério da Saúde, não. O programa é elaborado, tanto na área técnica como na de infraestrutura, para imunização contra o covid-19, sem afetar a demanda pelo calendário normal de vacinação da população. Só em 2020, foram investidos mais de R $ 42 milhões na estruturação da rede de frio que armazena as doses do PNI e que hoje cobre temperaturas que variam entre -20ºC e 8ºC.

Quem definiu o plano de vacinação?

Além do Ministério da Saúde, fazem parte do grupo de discussão a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde (INCQS), a Fiocruz, o Instituto Butantan e o Instituto Tecnológico do Paraná (Tecpar). , Sociedades Médicas, Conselhos Federais de Saúde, Médicos Sem Fronteiras e membros dos Conselhos Nacionais das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde (Conass e Conasems). A pasta destacou ainda que “o planejamento da população vacinada e as fases são preliminares e podem sofrer alterações, a depender de novos acordos de compra de vacinas com outras empresas farmacêuticas, de regulamentação prévia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”.

Será possível comprar a vacina covid no Brasil? Qual vai ser o preço?

Ainda não há previsão de distribuição pela rede privada. A distribuição e aplicação da vacina contra covid-19 devem ser feitas, pelo menos inicialmente, pelo SUS.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *