Veja porque Diniz desistiu (de novo) de seu estilo para reconquistar o São Paulo após eliminação | São Paulo

Os sete gols sofridos por São Paulo Nos primeiros três jogos após a volta do futebol, foram suficientes para que Fernando Diniz prestasse atenção redobrada ao sistema defensivo.

Na primeira partida do Brasileirão, disputada na última quinta-feira, contra fortaleza, o treinador entrou com quatro jogadores no meio-campo e dois atacantes. A tentativa era povoar a região central e sofrer menos na defesa.

A aposta funcionou no resultado final. Pela primeira vez desde o retorno das competições, o São Paulo saiu de campo sem golos. É certo que o guarda-redes Tiago Volpi teve um papel fundamental para que isto acontecesse, mas a partir de agora esta formação mais defensiva deve ser a regra.

Em entrevista após a vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, Fernando Dininz admitiu que prefere jogar mais atacante, mas não indicou em nenhum momento que mudará seu estilo para enfrentar o Vasco, neste domingo, às 16h, em São Januário. para a terceira rodada do Brasileirão.

– O Vasco é uma equipe muito bem treinada pelo Ramón, já vi alguns jogos do Vasco no estado. Agora vamos analisar as partidas do brasileiro. Jogar em São Januário é sempre difícil. Vamos fazer um grande jogo, o melhor que pudermos – disse o treinador.

Fernando Diniz na vitória do São Paulo sobre o Fortaleza – Foto: Rubens Chiri / São Paulo

A prioridade para um esquema mais conservador é a “bola de segurança” que Diniz vem usando desde que chegou a São Paulo, em setembro de 2019. Apenas no primeiro jogo pelo clube, o treinador tinha um Flamengo que ficou no Brasileirão, para a 22ª rodada do torneio.

Sem muito treinamento para conhecer o time e colocar seu estilo de jogo, saiu com quatro jogadores no meio-campo (Luan, Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes) e dois atacantes (Antônio e Pablo).

O time fez 0 a 0 no Maracanã, e Diniz foi elogiado por desistir da forma como gosta de colocar seus times em campo. (lembre-se no vídeo abaixo).

Em 33, o São Paulo vinha de duas derrotas consecutivas em casa (Fluminense e Atlético-PR) com um esquema com três atacantes e tinha o Santos na sequência.

Novamente Fernando Diniz voltou e entrou em campo com Vitor Bueno e Pablo na liderança. No meio de campo foi com Jucilei, Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes.

Melhores momentos: Flamengo 0 x 0 São Paulo pelo 22º dia do Brasileirão 2019

Em todas essas ocasiões, São Paulo foi um tanto pressionado por resultados imediatos, assim como agora. Após a irritante eliminação do Mirassol, pelo Campeonato Paulista, o elenco e Fernando Diniz precisam reagir.

Portanto, a escalação para o duelo contra o Vasco não deve sofrer muitas alterações em relação à vencida pelo Fortaleza, com a ausência de Vitor Bueno, com edema na coxa esquerda. Paulinho Bóia é o favorito para entrar.

Equipe provável: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero, Igor Gomes e Daniel Alves; Paulinho Bóia (Alexandre Pato) e Pablo.

You May Also Like

About the Author: Gabriela Cerqueira Corrêa

"Solucionador de problemas do mal. Amante da música. Especialista certificado em cultura pop. Organizador. Guru do álcool. Fanático por café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *