Vestido assustador, a tendência da época é um pouco estranha!

Vestido assustador, a tendência da época é um pouco estranha!

Bem, vestido assustador eu chamo, mas com todo o respeito! Na verdade, o modelo de vestido costuma ser chamado de vestido de boneca, neste caso com o giro das mangas bufantes, meia largura e geralmente em um tecido semi-tecido de algodão, tricoline e popeline. A cor pode ser branca ou branca com uma mini estampa floral, o ideal abaixo é toda a raiva, mas explico a razão pela qual a chamo de assustadora.

As fotos acima são da última campanha da Zara e, honestamente, me lembram o vestido de uma criança. E um garoto grande, aquele garoto do filme, eu não sei. Publiquei no Twitter meu legítimo desconforto com o vestido e logo resolvi o motivo:

Chaves, mais precisamente Chiquinha e Popis, e Castelo Rá Tim Bum. O modelo de vestido me lembra um adulto vestido de criança, sabe? Rindo, mas preocupado! É meio estranho e ainda parece fascinante, afinal, quem inventou essa moda? Ok, parece legal e confortável, mas também é um pouco complexo quando analisado em profundidade.

vestido assustador

Não sei se gosto dessa infantilização da moda, mas está em toda parte e acho que será uma das apostas de 2020. Seja o modelo de algodão, babados, cortinas, baforadas e romântico, tem um toque feminino e com muitos fãs para mídia social, apenas jogue mangas puff boneca vestido no Pinterest e encontre uma geração de mulheres na presença de adolescentes.

Na semana passada, a atriz Sophie Turner usava um modelo clássico de vestido assustador, acho que o dela era ainda mais “temático” porque ela colocou um saco de … bichos de pelúcia! No estilo de rua, a onda ainda é um pouco discreta, mas com mais estilo possível.

Longe de falar mal de uma tendência e, embora me pareça estranho, acho que um vestido com essa marca pode funcionar bem com um contraponto mais frio ou masculino. Um sapato mais pesado, acessórios menos femininos, enfim, uma estética que está tão longe desse adulto ideal vestido como uma criança.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *