Voleibol retorna ao Brasil com o Campeonato Paulista

São Paulo, Brasil, 11 de setembro de 2020 – Após seis meses de jogo suspenso, o vôlei volta ao Brasil nesta sexta-feira com o início da edição 2020 do Campeonato Paulista Masculino, torneio regional do estado de São Paulo. A competição contará com até nove campeões olímpicos espalhados pelas cinco equipes em uma variedade de funções.

Taubaté Funvic, que venceu cada uma das últimas seis edições do torneio e é o atual campeão da Super League, entrará no evento deste ano como favorito mais uma vez devido ao seu elenco repleto de estrelas.

A equipe contará com um novo técnico, o argentino Javier Weber, e conta com cinco integrantes da seleção brasileira campeã olímpica Rio 2016, entre eles o armador recém-contratado Bruno Rezende. Os outros quatro campeões olímpicos são os atacantes Mauricio Borges e Douglas Souza e os zagueiros Lucas Saatkamp e Mauricio Souza.

Taubaté também tem outros integrantes da Seleção Brasileira em seu elenco, incluindo o líbero Thales Hoss e o oposto Felipe Roque.

“A edição deste ano será mais curta e diferente, mas não será mais fácil por isso”, disse Thales. “Somos os favoritos e temos de ser capazes de lidar com isso. É um título importante a perseguir, mas também uma boa oportunidade para termos alguma química como equipa, uma vez que adicionámos vários jogadores esta época.

O ex-rival de Taubaté, o SESI, vai entrar no torneio com uma escalação renovada depois que a equipe decidiu apresentar um time jovem em 2020. Além do veterano líbero Murilo Endres, duas vezes medalhista de prata olímpica, a equipe será composta principalmente por jogadores juniores. incluindo o sobrinho de Murilo, o atacante Eric, de 20 anos, filho do campeão olímpico de Atenas em 2004, Gustavo Endres.

Indiscutivelmente, a principal estrela do time estará de fora, já que o campeão olímpico do Barcelona 1992 Marcelo Negrão fará sua estréia como técnico sênior.

“Há cinco anos meu filho começou a jogar vôlei no sistema juvenil do SESI e toda vez que ia assistir aos jogos as pessoas me pediam para treinar porque tinha muita experiência para compartilhar”, explica. “Falei com o clube e deram-me uma oportunidade. Treinei em todos os níveis do sistema deles até ter essa oportunidade e estou muito animado porque já trabalhei com vários desses jogadores e conheço seu potencial. “

Os principais adversários de Taubaté nesta temporada provavelmente serão Volei Renata Campinas, que terminou em segundo lugar em 2019. A equipe comandada pelo argentino Horacio Dileo tem os campeões olímpicos de Atenas em 2004, Mauricio Lima e André Heller, em seus quadros de gestão.

Campinas tem alguns veteranos conhecidos em seu elenco, como o armador argentino Demian González e o medalhista de prata nas Olimpíadas de Londres 2012 ao lado de Leandro Vissotto.

Anteriormente ao lado de André Nascimento, outro integrante da Seleção Brasileira de Atenas 2004, ele agora é diretor do Volei Um Itapetininga, que será o adversário do SESI na partida de estreia. Campinas estreia contra o Vedacit Guarulhos, que também será o primeiro rival do Taubaté no dia 18 de setembro.

Mais vôlei do Brasil:

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *