Willian: Meio-campista do Arsenal submetido a abusos raciais nas redes sociais

Willian joga na Inglaterra desde 2013, tendo estado anteriormente no Chelsea.

O meio-campista do Arsenal, Willian, revelou que recebeu insultos racistas nas redes sociais.

O internacional brasileiro de 32 anos compartilhou imagens de mensagens abusivas enviadas a ele no Instagram.

“Não podemos e não permitiremos que o abuso racista e odioso se torne uma parte normalizada do jogo”, disse o Arsenal.

Na semana passada, Anthony Martial, do Manchester United, sofreu abusos no Instagram e Eddie Nketiah, do Arsenal, foi atacado no Twitter.

Um porta-voz do Twitter disse que a conta responsável por postar o abuso de Nketiah foi “permanentemente suspensa”.

Foi a segunda vez em três semanas que Martial sofreu abusos, enquanto seus companheiros de equipe Marcus Rashford e Axel Tuanzebe também enfrentaram o racismo online.

O Manchester United disse que sua posição permaneceu inalterada desde um comunicado divulgado no final de janeiro, quando disseram estar “enojados” com o abuso e instaram as plataformas de mídia social e as autoridades reguladoras a “fortalecer as medidas para prevenir tal abuso. Comportamento”.

Willian mostrou a seus seguidores do Instagram tópicos de mensagens diretas de dois usuários diferentes enviando abusos racistas em três mensagens separadas.

O ex-jogador do Chelsea escreveu ao lado das mensagens: “Algo deve mudar! A luta contra o racismo continua.”

Um porta-voz do Arsenal acrescentou: “Devemos todos trabalhar juntos para eliminar esse comportamento. Isso inclui clubes, órgãos governamentais, torcedores, mídia e políticos; mas isso requer a ajuda e o compromisso das empresas de mídia social”.

“Estamos empenhados em usar nossa voz e nossa rede para fortalecer as medidas e ações tomadas pelas autoridades competentes para punir os responsáveis ​​por esse abuso que afeta a todos nós. Quando uma pessoa é descoberta como membro do Arsenal, ela será banida. ”

Na quinta-feira, o CEO do Arsenal, Vinai Venkatesham, disse que o abuso nas redes sociais contra jogadores e dirigentes é “o maior problema no jogo agora”.

O árbitro da Premier League Mike Dean notificou a polícia depois que sua família recebeu uma série de ameaças, incluindo ameaças de morte e mensagens abusivas.

No início deste mês, o Facebook, dono do Instagram, disse que não baniria um usuário que abusasse racialmente de Yan Dhanda de Swansea.

O asiático britânico Dhanda, de 22 anos, foi abusado no Instagram depois de seu lado Derrota da FA Cup pelo Manchester City em 10 de fevereiro.

Nesse caso, o Facebook disse ter impedido temporariamente o usuário de enviar mensagens ao Instagram.

Em 7 de fevereiro, o zagueiro Antonio Rudiger do Chelsea disse que foi submetido a “imensos” abusos racistas nas redes sociais.

You May Also Like

About the Author: Ivete Machado

"Introvertido. Leitor. Pensador. Entusiasta do álcool. Nerd de cerveja que gosta de hipster. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *