Witzel suspende transporte de ônibus e avião para o Rio

Coronavírus: Witzel estuda suspender contas de água, eletricidade, gás e telefone no Rio

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), proibiu por quinze dias, a partir da hora zero do sábado 21, o transporte de passageiros, por terra e ar, entre o Estado do Rio de Janeiro e São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Distrito Federal. A medida também afeta todos os estados nos quais a circulação do coronavírus é confirmada ou em uma emergência decretada.

O Decreto 46.980 foi publicado em uma edição adicional do Diário da República na quinta-feira, 19. Alcança até o transporte aéreo Rio-São Paulo, que será suspenso. O agente também suspendeu o transporte intermunicipal de passageiros entre cidades da Região Metropolitana e a capital do Rio de Janeiro.

A restrição não se aplica a trens e balsas. Para fornecer serviços essenciais, eles operam com restrições estabelecidas pelo governo. A regra não se aplica a carros particulares.

A partir de sábado, os passageiros desembarcarão de outros países por quinze dias. Nenhum avião do exterior pode deixar ninguém no Rio. Como a regra dos vôos nacionais, essa medida também depende da ratificação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Witzel também decidiu que, desde o primeiro minuto de sábado, a atracação de navios de cruzeiro provenientes de Estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência será suspensa. O transporte de mercadorias não é realizado por medição. A Agência Nacional de Transporte Fluvial (Antaq) deve ratificar a determinação até que a medida entre em vigor.

O decreto determina que, durante quinze dias, a partir desta quinta-feira, é proibido ir à praia, à lagoa, ao rio ou à piscina pública. Bares, restaurantes, cafés. É proibida a operação de tais estabelecimentos, a menos que estejam dentro de hotéis ou albergues. Nesses casos, eles devem atender exclusivamente aos convidados. A regra não trata dos serviços de entrega de restaurantes.

Eventos e atividades com a presença de um público, como shows, eventos esportivos e até festas privadas em salões de dança, também são proibidos por quinze dias a partir desta quinta-feira. Cinemas e teatros devem ser fechados, bem como atrações turísticas como o monumento ao Cristo Redentor e o teleférico do Pão de Açúcar. Também são proibidas visitas a prisões e pacientes diagnosticados com covid-19.

You May Also Like

About the Author: Adriana Costa Esteves

"Estudioso incurável da TV. Solucionador profissional de problemas. Desbravador de bacon. Não foi possível digitar com luvas de boxe."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *